André Braga

Maio 2022

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Pesquise

 

Publicações

E o Oscar vai para

Reino animal

É promoção, quem vai quer...

Futuro

Sextou!

#ForaBolsonaro

O agro é pop

“Ô abre alas que eu quero...

Aquários

Versificados

Versificados

Mídia

For sale

A mascara caiu

Poema

Garagem Cultural - GC Zin...

Pérola de Broze - Desenca...

Jingle - Sabão Ypê

Poesia Visual

Peças Desenblogue

Mala Direta - Aspro

Texto justificativo - Man...

Doe Órgãos

Viva lá crise!

Analise 2 - Símbolos

Market Share

Ter Estilo

Marketing Sensorial

Símbolos e Logotipos - An...

Carômetros - Audácia Comu...

Peças

Me falta etiqueta?

Curta o curta - A alma do...

A Posse

Psicosoul

Galeria Photo Art Barata

Rede Record - Evolução do...

Tipos de Propaganda Polít...

Barack Obama - Garoto pro...

Lei da cidade limpa

Sessão fotográfica - Meli...

Arte ou publicidade?

Tome audácia

Aleatórios

Marketing esportivo

Convites

Contatos imediatos de pri...

Homem de Ferro

Garoto de futuro

De continuidade a vida......

Confira também



subscrever feeds

Quarta-feira, 6 de Abril de 2022

E o Oscar vai para

 

Só mais uma piada sem graça
sobre aparências
A mulher como pivô da chacota
mais uma anedota
que reforça a diferença

Um tapa na cara foi pouco
pois há quem nem assim aprenda
e precisamos de homens
que não use a mulher
mas sim a defenda

Será que foi encenação?
Mesmo assim, foi merecido:
o tabefe na cara do bufão
o Oscar ao herói marido

 

Publicado por AB Poeta às 20:32
Link do post | Comentar | ADD favoritos
Quinta-feira, 9 de Dezembro de 2021

Reino animal

 

No capitalismo selvagem

o bode expiatório do Estado

serviu de desculpa ao touro

que com o rabo entre as pernas

saiu de mansinho, evitando latidos

 

Quem acabou latindo foi o gado

que cego de febre, não viu

comprou gato por lebre

 
Publicado por AB Poeta às 23:19
Link do post | Comentar | ADD favoritos
Terça-feira, 23 de Novembro de 2021

É promoção, quem vai querer?

 
A crueldade do Estado
na ilegalidade do ambulante
faz desse desempregado
um criminoso constante
 
Nesse país de desabrigados
e da meritocracia fajuta
tentar sobreviver é um fardo
todo dia uma nova luta
 
Aqueles que seriam os obrigados
a tornar nossa vida mais justa
são os verdadeiros bandidos
já passou da hora de dar um “basta!”
 

 

Publicado por AB Poeta às 22:43
Link do post | Comentar | ADD favoritos
Quarta-feira, 6 de Outubro de 2021

Futuro

 

O gosto da sopa de osso
na escuridão do fundo do poço
amarga a garganta do moço
sem futuro...

A quem ainda dá o endosso
ao boçal que está no congresso
quer ver o país em destroços
sem futuro...

“ele não” é nenhum colosso
nosso próximo passo
é derrubá-lo, mandá-lo ao fosso
e pensar no futuro...

 

Publicado por AB Poeta às 01:32
Link do post | Comentar | ADD favoritos
Domingo, 29 de Agosto de 2021

Sextou!

 

Sexta-feira é dia de beber
algo que deixou de ser pecado
O consumo já não o faz desmerecer
temos até monja ao nosso lado

Dizem que devo ser moderado
o que soa diferente da propaganda
mas a embaixadora nos faz criança
deixe-me beber e não encha o sacro

 

Publicado por AB Poeta às 18:40
Link do post | Comentar | ADD favoritos

#ForaBolsonaro

 

Age como bicho de esgoto
o escroto bolsorato
A milícia e sua família
formam a bolsoquadrilha
Asseclas tem de montão
a matilha de bolsocão
Pela boiada é amado
rebanho de bolsogado
Para completar o cenário
um monte de bolsotário
que o vê como messias
a pior das fantasias
Pelos idiotas idolatrado
só nos sobra o brado:
FORA BOLSONARO!

 

Publicado por AB Poeta às 18:28
Link do post | Comentar | ADD favoritos

O agro é pop

 

A fome era zero
agora elevou a numeração
O agro ficou pop
ganha mais com a produção
Dólar em alta
garante melhor arrecadação
O mercado interno
que pague mais pela mesma porção
Mas não se preocupe
sobrará ao menos os ossos
para a sopa, ou roer feito um cão

 

Publicado por AB Poeta às 18:22
Link do post | Comentar | ADD favoritos

“Ô abre alas que eu quero passar”

 

Desfilam os tanques de guerra
no país do carnaval
São somente carros alegóricos
não fazem bem, talvez o mal

Na avenida colorida
muitas fardas e medalhas
de heróis sem batalhas
e glórias inventadas

Uma selva de espoletas
dessa tropa em desuso
ao capitão que foi expulso
e a outros tantos picaretas

 

Publicado por AB Poeta às 18:14
Link do post | Comentar | ADD favoritos
Terça-feira, 22 de Junho de 2021

Aquários

 

IMG_20210622_163525_856.jpg

 

Publicado por AB Poeta às 22:30
Link do post | Comentar | ADD favoritos
Quinta-feira, 17 de Junho de 2010

Versificados

 

Classificaram tudo:

Gente, animal

Flor, vegetal

Sonho, Produto

 

Tudo foi reificado

Rotulado

Pela nova ordem

 

Desordem dos embalados

Todos foram apurados

Segmentados, codificados

E viraram classificados

 

Onde se vende de tudo:

A alma, o tempo, o chão

O céu, o Eu, o pão

O amor, o sexo, a solidão

O amanhã...

 

Na contra mão dessa cultura

Linha dura e formal

Vem o Poeta que, informal

Com jogo de cintura

Propõe a ruptura

 

E faz da coisa o verso

Desmistifica a imposição

Com a sua composição

Torna o banal reverso

 

Desclassifica o Classificado

Com rimas, imagens e ardor

E nas palavras empregadas de labor

Anuncia os Versificados

 

Ler jornal

Nunca mais será igual

 

Publicado por AB Poeta às 18:47
Link do post | Comentar | ADD favoritos
Quarta-feira, 16 de Junho de 2010

Versificados

 

Versificados, poesia em forma de anúncios classificados - http://versificados.blogspot.com/

 

Estes são os meus:

 

"Homem sarado procura mulher doente, de paixão, pois está cansado da vida sadia..."

 

"Homem cachorro procura dona, que de carinho e agüente os latidos. Negocia o uso de coleira"

 

"Homem carente procura mulher que procura homem carente. No meio dessa gente, se tiver uma, que se apresente"

 

“Procura-se: paixão cega, se perdeu no carnaval. Boa recompensa para quem achá-la”

 

“Vendo: coração pulsando firme, com sonhos semi-novos e esperança retificada; ou troco por outro de valor semelhante”

 

“Ver de amar (elo) a zul, toda de branco no altar”

 

"Alugo-me para temporada. Não lavo, não passo, não canso, só faço!"

 

@mundoid

 

Publicado por AB Poeta às 21:52
Link do post | Comentar | ADD favoritos

Mídia

 

Sem média

A medida

Do Mídia

É mediar

O mote midiático

 

Quanto me custa por mil?

Quanto de verba virá?

Quanto custa o custo?

Quanto me custo pra mim?

 

A resposta é impactante

Saber o custo

Às vezes sai caro

 

Verba não é verbo

 

Clique no assunto: , , ,
Publicado por AB Poeta às 14:41
Link do post | Comentar | ADD favoritos
Quinta-feira, 8 de Abril de 2010

For sale

 

Vende-se

E compre

 

Pague o preço

Meu caro

 

Tudo foi liquidado

 

A Graça

Ganhou

A promoção

 

Virou amostra grátis

 

Sold out

 

Clique no assunto: , , ,
Publicado por AB Poeta às 13:20
Link do post | Comentar | ADD favoritos
Domingo, 14 de Fevereiro de 2010

A mascara caiu

 

 

Clique no assunto: , ,
Publicado por AB Poeta às 02:41
Link do post | Comentar | ADD favoritos
Quarta-feira, 13 de Janeiro de 2010

Poema

Clique no assunto: ,
Publicado por AB Poeta às 13:39
Link do post | Comentar | ADD favoritos
Domingo, 6 de Dezembro de 2009

Garagem Cultural - GC Zine

O GC Zine é um fanzine que divulga cultura, informação, entretenimento e o comércio local, distribuído gratuitamente na zona norte de São Paulo (arredores das avenidas: Guapira, Gal. Ataliba Leonel e Tucuruvi, também na UniSant’Anna e Metrô Tietê).

 

 

Na edição número quinze (ano três) foi publicado um poema de minha autoria – E assim foi feito (O princípio).

 Clique aqui e faça o download da edição. 

 

Outras Edições:

 

GC Nº 2 (raro)

 

GC Nº 15

 

GC Nº 16

 

GC Nº 17

 

GC Nº 18

 

Clique no assunto:
Publicado por AB Poeta às 16:20
Link do post | Comentar | Ver comentários (2) | ADD favoritos
Sábado, 5 de Dezembro de 2009

Pérola de Broze - Desencannes 2009

 

Clique e faça seu comentário no site do Desencannes

 

Clique no assunto: ,
Publicado por AB Poeta às 13:37
Link do post | Comentar | ADD favoritos
Quinta-feira, 15 de Outubro de 2009

Jingle - Sabão Ypê

Este é nosso primeiro trabalho em grupo (faculdade), um jingle feito para o Sabão Ypê.

 

Autores: André Alves, Fabio Martins, Hilde Alves, Janaina Pangella e Michel Carvalho.

 

Jingle Sabão Ypê (em ritmo de samba)

 

Pra sujeira acabar
Você já sabe o que fazer
Pra cuidar do seu lar
O Sabão é Ypê

 

Sabão bom
Sabão bom
Sabão bom é Ypê!

 

Sabão bom
Sabão bom
Sabão bom é Ypê!

 

Clique no assunto: , , ,
Publicado por AB Poeta às 01:17
Link do post | Comentar | ADD favoritos
Segunda-feira, 7 de Setembro de 2009

Poesia Visual

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Publicado por AB Poeta às 15:54
Link do post | Comentar | ADD favoritos
Quinta-feira, 16 de Julho de 2009

Peças Desenblogue

Estas peças estão no Desenblogue. Por favor votem nelas, quem sabe elas irão para o Desencannes!

 

É só clicar nos títulos. Valeu!

Chapolin

 

 

SUPLEMEN!

 

 

Lacta

 

 

Mais uma política

 

Clique no assunto: ,
Publicado por AB Poeta às 14:41
Link do post | Comentar | ADD favoritos
Follow ABPoeta on Twitter
Instagram

Compre meus livros


Livros por demanda


Poesias declamadas



Todas as publicações

Clique no assunto

todas as tags