Manifestações consciente do inconsciente. Contos e poesia crônica.

Outubro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquise

 

publicações

Templo

Lançamento do meu livro: ...

Sol a cio

Não sei o quanto

Amoramoral

Eu cavaleiro

Chuva Chama

Leite derramado

Quero o que

Puta parteira

No seio da santa

Branca de neve

O pinto e o buraco

Iguais

Mamãe é uma vaca e papai ...

O homem debaixo do banco

Fuso

Cia de Jesus

Tupi/Guarani

Patriotismo sazonal

Pet Shop S/A

Despidos

Estrela (de)cadente

Navalha na carne

Pop Christ

Sexta da paixão

Macuma

Saudade

Coletivo (orgia)

Eu poeta

Poema à Rosa

Haicanagem

Blatários II

Blatários

Verbo

Zélia

Diversão

Negativa

Carrapato

Batalha

Acidus

Servilha

IV Estações

Passarinho

Versos livres

Um Sul

Cada um cada um

Campo

Crina crua

Nada de novo

Confira também

todas as publicações

subscrever feeds

Sexta-feira, 22 de Outubro de 2010

Templo

 

Arquitetando

 

Na casa do arquiteto

Nasceram os ramos

Cresceram as rosas

Floresceram os versos

 

No mármore nobre

Entalharam as letras

Moldaram as palavras

Construíram os poetas

 

 


 

 

Éden

 

Na minha casa há um jardim

Onde a palavra não peca

Lavra, lapida, disseca

Trabalha assim o poeta

 

Na árvore central das serpentes

O fruto proibido é liberado

Em todos seus rios vertentes

Embebeda-se o poeta laborado

 

 

 

Casa das Rosas

 

Nos corredores desse templo

Vivem os imortais

Poetas que o tempo

Não apaga mais

 

E nós, meros mortais

Sonhamos com o dia

Em que a nossa poesia

Ultrapasse os seus umbrais

 

 

publicado por AB Poeta às 18:01
link do post | comentar | adicionar aos favoritos
Terça-feira, 15 de Junho de 2010

Lançamento do meu livro: Poemas Errados

Dia 18/07 lançarei meu primeiro livro de poesias: Poemas Errados (dias intranqüilos)  http://poemaserrados.blogspot.com

 

Será na Biblioteca de São Paulo. Já agende esse dia, você está convidado!

 

 

 

Clique no assunto: , , , , ,
publicado por AB Poeta às 14:07
link do post | comentar | adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 6 de Maio de 2010

Sol a cio

 

Ao sul

Do seu

Seio (macio)

O sol

Nasce

A cio

 

Sem ser

Seu

Norte

Soul

(só) Vazio

 

Somos um

Somos som

Somos rio

 

No leito

Sol a sol

Somos soul

Sol a cio

 

Clique no assunto: , ,
publicado por AB Poeta às 14:10
link do post | comentar | ver comentários (6) | adicionar aos favoritos
Sábado, 1 de Maio de 2010

Não sei o quanto

 

Não sei o quanto

De mim

É meu

 

Não sei o quanto

De mim

Sou eu

 

Mas sei que o

Animal

Que há em mim

Tenta

Ser

Algo (enfim)

 

Assim sendo

Sigo

Além de mim

E me torno

O que eu estiver

Afim

 

Clique no assunto: , ,
publicado por AB Poeta às 19:23
link do post | comentar | adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 30 de Abril de 2010

Amoramoral

 

Com toques íntimos e

Beijos em lugares

Hediondos

Enganamos os anjos

Mudamos os valores

E estupramos a Moral

 

No tribunal dos puros

Pela (in)justiça dos olhares

Fomos condenados

A prisão

Perpétua

 

Algemados

Pagaremos à pena

Trancafiados

Gozando

Nosso mundo

 

Clique no assunto: , , ,
publicado por AB Poeta às 11:05
link do post | comentar | adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 28 de Abril de 2010

Eu cavaleiro

 

Puxo pela crina

A égua relincha tremula

 

Em seu lombo

Dito o ritmo

Frenético libido

 

Pelas horas cavalgamos...

 

Assim ela

Faz

Eu cavaleiro

 

Clique no assunto: , , ,
publicado por AB Poeta às 13:03
link do post | comentar | ver comentários (2) | adicionar aos favoritos
Sábado, 24 de Abril de 2010

Chuva Chama

 

Chora a chama

O fogo

Que não arde mais

Em mim

 

Chora a chuva

O sossego

Que não há mais

Em mim

 

Chora a alma

A chuva e chama

E clama

Tentando adiar

Meu fim

 

Clique no assunto: , ,
publicado por AB Poeta às 02:42
link do post | comentar | ver comentários (2) | adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 22 de Abril de 2010

Leite derramado

 

Com o prazer

Morto

Velado choramos

Abraçados

Pelo leite

Derramado

 

Clique no assunto: , , ,
publicado por AB Poeta às 00:43
link do post | comentar | adicionar aos favoritos
Terça-feira, 20 de Abril de 2010

Quero o que

 

Quero

Apenas

Não querer

Nada

Além

Do que quero

 

Clique no assunto: , ,
publicado por AB Poeta às 23:52
link do post | comentar | ver comentários (4) | adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 19 de Abril de 2010

Puta parteira

 

A puta que pariu

O filho da puta

Era mãe solteira

Neta de avó solteira

E filha de terra solteira

 

Nesse puta país

Sem pais

Os filhos que brotam

Nascem órfãos

Pela própria natureza

 

Clique no assunto: , , ,
publicado por AB Poeta às 14:26
link do post | comentar | adicionar aos favoritos
Domingo, 18 de Abril de 2010

No seio da santa

 

Eu, plebeu pagão

Fiz ceia farta

No seio farto

E profano

Da virgem

 

Nesse anjo a

Auréola

É rosada

Dura e

Macia

 

Na minha língua

Sobra o sal

Do suor

Da santa

 

Sinto-me

Protegido

No colo

Do útero

Divino

 

publicado por AB Poeta às 02:08
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Branca de neve

 

A maçã foi

Mordida

Pelo desejo

De Branca

 

Minha neve espirra

Branca

Sobre a pele

Branca

De Branca

Agora, de neve

 

Nosso pecado

Alvo

Se completa

Nas maçãs de Branca

Cheias de minha neve

Quente

 

Clique no assunto: , , ,
publicado por AB Poeta às 00:48
link do post | comentar | adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 16 de Abril de 2010

O pinto e o buraco

 

Tadinho do pintinho

Vinha ciscando o chãozinho

Arrastando os pezinhos

Bicando as migalhinhas

 

Distraído, caiu num buraquinho

Escuro e apertadinho

 

Botava a cabeça para fora

Escorregava para o fundo

 

Botava a cabeça para fora

Escorregava denovo

 

Botava a cabeça para fora

Escorregava...

 

Assim, ficou suado

O que o favoreceu

Pois o barro amoleceu

Ele saiu (todo melado)

 

Cansado

Caiu de lado

Descansou deitado

 

Depois, renovado

Pensou “foi bom esse buraco

Me deixou forte, animado!”

 

E ele agradece o que aconteceu

Porque depois dessa experiência

Com imponência

O pinto cresceu!

 

Clique no assunto: , , ,
publicado por AB Poeta às 13:53
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Iguais

 

Minha diferença

É Diferente

Das outras

Diferenças

 

Indiferente

Na massa diversa

Só enxergo

O igual

 

E junto

Ao semelhante

Ignoro as diferenças

E tento fazer a

Vida

Sem igual

 

Clique no assunto: , ,
publicado por AB Poeta às 13:20
link do post | comentar | ver comentários (2) | adicionar aos favoritos

Mamãe é uma vaca e papai é um boi

 

Mamãe todos os dias

Vem e me oferece as tetas

Para meu deleite alimentar

Depois vai ao pasto

Bimbalhando

Sua sina

 

Papai, boi forte (e castrado)

Na ordem do dia

Gira as engrenagens

Moendo em círculos

Espremendo o doce

Que nossos lábios nunca tocarão

 

Eu, ainda bezerro

Junto aos novilhos

Aprendo o mugido

E espero o dia

De ser abatido

 

Clique no assunto: , , ,
publicado por AB Poeta às 01:32
link do post | comentar | adicionar aos favoritos
Terça-feira, 13 de Abril de 2010

O homem debaixo do banco

 

Mendigando

Sujo e caduco

Segue andando

Com muito pouco

O vagabundo

 

Na praça, debaixo do banco

Vigiado pelo herói de bronze

Dorme tranqüilo o saltimbanco

Por horas: nove, dez, onze...

 

E eu, passando admirado

Vejo-o ali, jogado

E recordo que não me lembro mais

Quando dentro do meu sobrado

Dormi com tanta paz

 

Clique no assunto: , , ,
publicado por AB Poeta às 15:10
link do post | comentar | ver comentários (2) | adicionar aos favoritos

Fuso

 

Cosmos

5761

2010

Séculos

Cometas

Ano bissexto

12 Meses

Translação

Alinhamentos

4 estações

Rotação

54 semanas

Ciclos

7 dias

Cronos  

24hs

60mim.

60seg.

Verbos

 

Dia

Noite

 

Nem Juliano nem Gregório

Com fuso ou sem fuso

O tempo é o mesmo

Parafuso

Igual para todos

 

Clique no assunto: , ,
publicado por AB Poeta às 00:03
link do post | comentar | adicionar aos favoritos
Domingo, 11 de Abril de 2010

Cia de Jesus

 

A Companhia de Jesus

Educou os índios

Catequizou o Pajé

Cravou a cruz no

Novo mundo

 

Em companhia de Jesus

Os poucos índios

Hoje

Lêem

Sua história em páginas brancas

E rezam

Para que sua cultura

Não seja

Esquecida

 

Clique no assunto: , , ,
publicado por AB Poeta às 02:27
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Tupi/Guarani

 

Toda língua

Muda

 

Clique no assunto: , ,
publicado por AB Poeta às 02:02
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Patriotismo sazonal

 

Corre, corre, correee

Toca, toca, toca

Vai, vai, vaaai

Chuta, chuta, chuta

Goooooooooooooool

 

É campeããão

É campeããão

É campeããão

 

Fome verde

Sorriso amarelo

 

publicado por AB Poeta às 01:56
link do post | comentar | adicionar aos favoritos
Follow ABPoeta on Twitter
Instagram

Compre meus livros

Livros por demanda

Poesias declamadas

Clique no assunto

todas as tags