André Braga

Junho 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
17
18
19
20
21
23
24
25
26
27
28
29
30

Pesquise

 

Publicações

Tico e Teco

A verdade sobre a mentira...

Arrebatados

Ménage matinal

O grande mentecapto

O pelotão caterva

A costureira

Torcedores FC

Consumismo

Conjugado ser

Confira também



subscrever feeds

Terça-feira, 15 de Junho de 2021

Tico e Teco

 

Minha burrice vai além
a inteligência é limitada
para o mito eu grito amém
caminho junto com a boiada

Na motociata eu buzinei
na carreata uma parada
a máscara eu abandonei
bagunçar é a jogada

Quem morreu era pra morrer
não poderiam fazer nada
estupidez é o que tenho a oferecer
espero pela próxima zoada

 

Clique no assunto: , , ,
Publicado por AB Poeta às 10:09
Link do post | Comentar | ADD favoritos
Quinta-feira, 1 de Abril de 2021

A verdade sobre a mentira

 

Dizem que mentira tem perna curta

mas muitas têm a vida longa

Algumas vivem no tempo, em conflito

até serem chamadas de mito

Outras vão além, por vaidade

e acabam virando verdade

 

Clique no assunto: ,
Publicado por AB Poeta às 20:00
Link do post | Comentar | ADD favoritos
Sábado, 27 de Março de 2021

Arrebatados

 

Cada lado iludido com seu mito

arma no coldre, estrela no peito

bandido que se diz mocinho

Iconoclasta, rejeito do meu jeito:

num gesto direto, veto e vomito

 

Clique no assunto: , , ,
Publicado por AB Poeta às 16:15
Link do post | Comentar | ADD favoritos
Domingo, 14 de Fevereiro de 2021

Ménage matinal

 

de manhã, um café a dois 

quente como a cama 

preparado por quem ama 

o resto é para depois 

 

xícaras suadas 

batem suas asas 

ménage à trois

 

Clique no assunto: ,
Publicado por AB Poeta às 00:12
Link do post | Comentar | ADD favoritos
Quarta-feira, 20 de Maio de 2020

O grande mentecapto

 

“A Tubaína é doce, a cloroquina, não”

ri o presidente, seu sorriso obscuro

ao vivo na live, para toda a nação

Com esse governo estaremos seguros

bem guardados, a sete palmos do chão

 

Clique no assunto: , , ,
Publicado por AB Poeta às 02:22
Link do post | Comentar | ADD favoritos
Quinta-feira, 7 de Maio de 2020

O pelotão caterva

 

“Mas e o lula?”

virou a frase chavão

do gado “mungido” do mito

que também é ladrão

 

Uma tropa de papagaios

cingelada, bolsocão

Apedeuta fauna, sufrágios

da mais pura inaptidão

 

Clique no assunto: , , ,
Publicado por AB Poeta às 00:59
Link do post | Comentar | ADD favoritos
Sexta-feira, 1 de Maio de 2020

A costureira

 

Tece a dedicada costureira

fino bordado em pano nobre

para o pequeno rei déspota

dar luxo à sua vida esnobe

 

Permeia a pontiaguda agulha

vara o linho, passa a linha

perfura a pele e alinha

sutura as mãos à máquina

 

Terminada a trama da lida

em casa, já na cama, pensativa

ela cose uma outra fantasia:

retalhos de sonhos e alegrias

 

Imagina que ela liga, cada luz

cada estrela, cada ponto que brilha

no infinito tecido do céu noturno

e faz surgir a noite e seus astros

 

E nesse delírio soturno traça

uma fina linha no tempo

juntando o que lhe agrada

No fim arremata o contratempo

 

Já é dia e ela acorda

e mais um sonho se desfaz

Preparada para a jornada

a rendeira rende-se ao capataz

 

 

Clique no assunto: , ,
Publicado por AB Poeta às 14:42
Link do post | Comentar | ADD favoritos
Quarta-feira, 9 de Outubro de 2019

Torcedores FC

 

Futebol e seus fanáticos

sofrimento e glória

O amor começa com um gol

e consolida com a vitória

 

A derrota traz o dissabor

à boca dos alucinados

“Competir é onde está o valor”

isso é o hino dos derrotados

 

Ninguém torce por esporte

seja qual for a situação

Mesmo sobre política ou religião

com paixão defende sua equipe

 

Trocar de camisa, jamais!

Essa seria a maior traição

Ganhando ou perdendo

vivemos mesmo e da ilusão

 

Clique no assunto: , , , ,
Publicado por AB Poeta às 02:07
Link do post | Comentar | ADD favoritos
Quarta-feira, 13 de Abril de 2011

Consumismo

 

Na loja

Decoração

não há nada

promoção

 

Saldão

Solidão

 

Liquidação

Clique no assunto:
Publicado por AB Poeta às 20:35
Link do post | Comentar | ADD favoritos
Quinta-feira, 8 de Outubro de 2009

Conjugado ser

Ser: verbo conjugado
O que pesa ao ser
É o “ter que ser”
E quando se está sendo
Não se sabe mesmo se é
Ou quem é
Ou o que é
Ou qual é
Muitas vezes o ser
Só parece ser
Mas não é
Nem aquele
Nem aquilo
Nem um kilo
Nem umbigo
O que será que será de nós...
Sou-me
E isso em basta.

Clique no assunto:
Publicado por AB Poeta às 18:44
Link do post | Comentar | Ver comentários (3) | ADD favoritos
Follow ABPoeta on Twitter
Instagram

Compre meus livros


Livros por demanda


Poesias declamadas



Todas as publicações

Clique no assunto

todas as tags