André Braga

Setembro 2022

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Pesquise

 

Publicações

Batman Begins

O Incrível Hulk

Homem de Ferro

Batmapramim e Cleitóris

Confira também



subscrever feeds

Terça-feira, 21 de Outubro de 2008

Batman Begins

Filme exibido na 2° Cinemada de Publicidade & Propaganda - Unisant'anna.

 

Criado nos Estados Unidos no começo da década de 30, por Frank Foster, mas que foi posteriormente co-criado por Bob Kane e Bill Finger, BATMAN é uns dos super-heróis (e anti-heróis) mais conhecidos do mundo. Em 1986 foi lançado o HQ “Batman - “O cavaleiro das Trevas”, e fez tamanho sucesso que a Warner decidiu produzir o longa metragem Batman (EUA, 1989 – Direção de Tim Burton), que correspondeu ao sucesso anterior dos quadrinhos. De lá para cá o homem-morcego já deu as caras no cinema em mais cinco longas: Batman – O retorno (1992), Batman Eternamente (1995, direção de Joel Schumacher), Batman e Robin (1997), Batman Begins (2005, direção de Christopher Nolan) e Batman – O cavaleiro das trevas (2008).


Em Batman Begins o diretor mostra uma Gotham City totalmente degradada pela violência e corrupção, que em vários aspectos lembra a Nova York assolada pela depressão americana de 29, que, com certeza, inspirou o criador da personagem.


Bruce Wayne (Christian Bale) vive uma crise existencial, decorrida da culpa que sente pela morte de seus pais, assassinados durante um assalto ocorrido logo após, a pedido do pequeno Bruce, saírem de uma ópera. Já adulto sai então pelo mundo em busca de uma resposta para seus traumas e medos. É treinado por Henri Ducard (Liam Neeson) para integrar a liga criminosa internacional (Liga das Sombras, liderada por Ra’s Al Ghul), mas após um motim Wayne volta para Gotham, afim de fazer valer a justiça.

 

Michael Caine interpreta o bem-humorado Alfred pennyworth, seu mordomo e braço-direito.


Batman Begins foi bem recebido pela crítica e pelos milhares de fãs espalhados pelo mundo, pois essa versão ficou muito mais próxima das HQs, “concertando” os fiascos anteriores, dando um ar mais sombrio ao herói e a cidade de Gotham.

 

Assista: Batman Begins - EUA, 2005 - Direção de Christopher Nolan.

 

 

Fiascos anteriores: "Turma do Batman", um misto de Kiss com Village People. Realmente Begins salvou a pátria!

 

 

 

CLIQUE AQUI e faça o download duma Batsátira - Batmapramim & Cleitóris em: A reforma do Batmovel

Clique no assunto: , ,
Publicado por AB Poeta às 15:01
Link do post | Comentar | ADD favoritos
Quinta-feira, 16 de Outubro de 2008

O Incrível Hulk

Filme exibido na 2° Cinemada de Publicidade & Propaganda - Unisant'anna.

 

O gingante verde está de volta! O Incrível Hulk (EUA, 2008 – direção de Louis Leterrier), que estreou no Brasil em junho deste mesmo ano, traz, mais uma vez as telonas, a saga do Doutor Robert Bruce Benner, em busca da cura para sua anomalia. Edward Norton faz o papel do melancólico e frágil doutor Benner que vive refugiado na favela da Rocinha, no Rio de Janeiro. Como todo e bom filme estrangeiro que retrata algo do Brasil, esse também contém erros absurdos. Acho que o mais grotesco deles é que os brasileiros, do Brasil que é mostrado, fala o bom e velho... Espanhol! Talvez exista alguma dificuldade em arrumar bons atores que falem português, não sei, mas nessas alturas da globalização, cometer um erro assim não dá, ainda mais quando se fala do “bricniano” gigante verde pela própria natureza. Algumas partes sem explicação logística, geográfica e geopolítica ficaram um pouco difíceis de serem digeridas; após ter-se transformado em Hulk, Bruce acorda no meio duma selva, ou floresta, subentendendo-se que ele ainda está no Rio, mas não, na verdade ele acorda na Guatemala. Na cena seguinte ele já está na América, na porta duma faculdade, donde sua amada Betty Ross (Liv Tyler) leciona. Ta certo, super-herói, super-pataquada! Não se pode esperar muito, nesse sentido, dum filme americano dirigido por um francês.


É impossível não compara-lo a filmagem do herói feita anteriormente (The Hulk, EUA, 2003 – direção de Ang Lee), que foi duramente criticada por sua animação gráfica ter ficado um tanto, digamos, ruim. Nessa nova versão, Hulk vem bem menos com cara de desenho animado, e bem mais agressivo.


Saudosas aparições aumentam o aspecto melancólico do filme: Lou Ferrigno, que na década de 70 aterrorizava as criançinhas interpretando o Hulk, no seriado televisivo de mesmo nome, faz uma ponta de segurança do laboratório. O ator Wilfred Bailey Bixby, que fazia o Dr. Benner nessa mesma série, também faz uma aparição, mas muito discreta; ele aparece no seriado Meu Marciano Favorito (da década de 60) enquanto Benner assiste a TV, no seu barraco. Até a clássica cena que finalizava cada capítulo do seriado foi lembrada: Bruce caminhando pela rua, no canto do vídeo, meio desfocado, abandonado, pensativo, triste, só... Tocando uma música quase fúnebre.
O Incrível Hulk foi criado em 1962 e, no meio de todas essas tentativas de recriá-lo fora dos quadrinhos, a alguém que está rindo a toa e, não, não é o fã número um (esse deve estar chorando), é Stan Lee, seu idealizador.

 

Assista: O Incrível Hulk - EUA, 2008 - Direção de Louis Leterrier.

 

 

Baixe os temas do seriado Hulk, da década de 70: Tema 1 - Tema 2

Clique no assunto: , ,
Publicado por AB Poeta às 19:16
Link do post | Comentar | ADD favoritos
Sexta-feira, 29 de Agosto de 2008

Homem de Ferro

Stan Lee, hoje com oitenta e cinco anos, nunca imaginaria que sua personagem, o Iron Man (Homem de Ferro), que foi criado em 1963, seria a estrela principal de um longa metragem. Até que demorou para o super-herói voar dos quadrinhos para as grandes telas cinematográficas, já que o mundo Marvel nos cinemas aumenta cada vez mais.


Robert Downey Jr. faz o papel do mega cientista e playboy Tony Stark, um dos homens mais inteligentes do mundo, e que sofre uma crise existencial logo após ser sequestrado por terroristas paquistaneses (que coincidência: terroristas paquistaneses num filme americano!) e ver que as armas que desenvolve, em nome da “segurança mundial”, são vendidas aos principais inimigos norte-americanos. É forçado pelos sequestradores a desenvolver um míssel de grande potência, mas como é muito, mas muito inteligente, fez o que seria o protótipo de sua grande invenção: a armadura do Homem de Ferro! Ohohohoh! Nem o Macgyver conseguiria supera-lo.
Stark depois descobre que foi traído, que as armas eram vendidas para os terroristas pelo seu melhor amigo (clichesasso!). Mas, sabe como é: ele voltou, fez uma putz armadura, voou de Nova York até o Paquistão (homem de ferro, espectador de ferro, culhão de aço!) e venceu todos os caras maus. Nada de novo.


Com certeza, o professor que está lendo este relatório deve estar se perguntando: esse aluno ta é de brincadeira comigo? Não, não estou.
O que realmente chamou a atenção no filme foi o merchandising apresentado durante ele. Geralmente eles são embutidos de maneira discreta, mas nesse filme... Vamos para o primeiro de três, os mais descarados:

 

Tony está num Jeep, em algum lugar num deserto, com mais três soldados americanos. Um deles pede para tirar uma foto ao seu lado. Tony diz: “tudo bem, pode tirar... Depois você coloca no MY SPASCE”. Até ai tudo bem, esse foi o primeiro, ainda da para relevar.


O segundo: Tony recebe um telefonema, nesse mesmo deserto sei lá onde. Pega o seu ultra-celular que tem uma tela onde aparece a cara de seu interlocutor (caramba, quanta tecnologia) e, claro, a marca LG. Agora preparense!


O terceiro, e pior deles: Depois de ficar três meses nas mãos dos terroristas, Tony é resgatado (depois de uma espetacular fuga). Seus assessores querem que ele vá urgente ao hospital mais próximo. Tony se nega a ir: “Não! Antes de qualquer coisa quero um cheese-burguer!” (mais americano impossível!). Seu pedido é atendido, e recebe em mãos um pacote do BURGUER KING. O mais curioso é que ele come dois chesse-burgueres, sendo que o primeiro tem o logo do BURGUER KING, já o segundo não, tem somente uma mancha vermelha no papel que o embrulha.


É Tony, da próxima vez que fabricar uma armadura, fugir de forma espetacular de sequestradores paquistaneses, e quiser comer um hambúrguer a qualquer custo, pede para o Ronald, talvez ele te pague dois.

 

Puta enlatado americano! E não estou me referindo ao Sr. Stark. Mas, pelo menos, a trilha sonora é puro rock'n'roll.

 

Para baixar:

Iron Man - Black Sabbath

AC/DC - Back in Black

 

Assista: Iron Man (E.U.A. - 2008) - Direção de Jon Favreau

 

 

 

Clique no assunto: , , , ,
Publicado por AB Poeta às 13:27
Link do post | Comentar | ADD favoritos
Quinta-feira, 28 de Agosto de 2008

Batmapramim e Cleitóris

Batmapramim & Cleitóris em: A reforma do Batmovel.

 

 

 

Essa é uma sátira feita com base no clássico seriado de TV americano do final dos anos 60, feito pela 20th Century Fox para o canal ABC, o BATMAN.

 

Essa "tiração de sarro" foi encomendada pelo pessoal duma empresa em que trabalhei. O cara, o Cleitóris (Cleiton na verdade) é fissurado em carro, e acabou virando a personagem principal dessa paródia. Ficou muito boa, para quem fez sem pretensão alguma.

 

Sei que está impossível lê-la, então clique aqui e faça o download da HQ.

 

Baixe o tema do seriado para celular:

Batman - TV Theme

 

Clique no assunto: , , , ,
Publicado por AB Poeta às 17:18
Link do post | Comentar | ADD favoritos
Follow ABPoeta on Twitter
Instagram

Compre meus livros


Livros por demanda


Poesias declamadas



Todas as publicações

Clique no assunto

todas as tags