André Braga

Setembro 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Pesquise

 

Publicações

Jair e o pé de feijão

A marcha dos valdevinos

A nova independência

O dia do golpe

“Ô abre alas que eu quero...

Tropa laranja

Marcha do xilindró

Golpistas

Marchinha do militar com ...

O general de pijama

O Soldado

Os Almôndegas Selvagens

Confira também



subscrever feeds

Domingo, 29 de Agosto de 2021

Jair e o pé de feijão

 

Estão lhe pedindo feijão
mas só oferece o fuzil
Do ferro ao chumbo, munição
grão aqui só o de projétil

A farda só enche a barriga
dos asseclas do capitão
Quem vencerá essa briga?
A fome, a miséria, a corrupção

Vários exércitos de indigentes
se formam pelos cantos da nação
A desigualdade assola a gente
não se vê o fim dessa conflagração

 

Publicado por AB Poeta às 18:46
Link do post | Comentar | ADD favoritos

A marcha dos valdevinos

 

Somos todos patriotas
empunhamos o fuzil
atiraremos pelas costas
para a glória do Brasil

O golpe é a nossa marca
pela história já se viu
O capitão nós seguiremos
para a glória do Brasil

Muita grana no bornal
a fanfarra em tom febril
afunda a pátria iremos
para a glória do Brasil

Já não temos serventia
a sucata já ruiu
só nos resta a política
que se dane o Brasil

 

Publicado por AB Poeta às 18:35
Link do post | Comentar | ADD favoritos

A nova independência

 

Sete de setembro
o dia da baderna
os cabeças de papel
marcharão da caserna

Darão tiros de canhão
num futuro obscuro
pra seguir o capitão
e seu bando chulo

Um passado delirante
que aqui nunca existiu
militares militantes
pasto amado, Brasil!

 

Publicado por AB Poeta às 18:33
Link do post | Comentar | ADD favoritos

O dia do golpe

 

Nessa data tão festiva
dos desfiles de sucatas
será o dia da coroação

O início de uma dinastia
que já está em negociata
entre os piores da nação

Numa ação defectiva
encerrarão a democracia
e irão coroar o bufão

A nova pátria primitiva
“burrocrata” e caricata
se chamará Cudomundistão

 

Publicado por AB Poeta às 18:30
Link do post | Comentar | ADD favoritos

“Ô abre alas que eu quero passar”

 

Desfilam os tanques de guerra
no país do carnaval
São somente carros alegóricos
não fazem bem, talvez o mal

Na avenida colorida
muitas fardas e medalhas
de heróis sem batalhas
e glórias inventadas

Uma selva de espoletas
dessa tropa em desuso
ao capitão que foi expulso
e a outros tantos picaretas

 

Publicado por AB Poeta às 18:14
Link do post | Comentar | ADD favoritos
Sábado, 17 de Julho de 2021

Tropa laranja

 

A corrupção camuflada
por baixo do fardamento
quer o poder, quer o governo
A imagem antes imaculada
desbotou, foi-se com o tempo
A milícia legalizada
se infiltra e se engaja
a força armada
armação que nos engana
é a tropa dos laranjas
Toca a fanfarra
a marcha bufa
leite, picanha, propina, alfafa
e completa a farra

 

Clique no assunto: , , ,
Publicado por AB Poeta às 00:37
Link do post | Comentar | ADD favoritos

Marcha do xilindró

 

Rouba soldado
frauda o papel
quem não roubar direito
não sai mais do quartel

O quartel pegando fogo
a CPI deu um sinal
acorda, povo, acorda
“deu bandeira” o marginal

 

Clique no assunto: , , ,
Publicado por AB Poeta às 00:22
Link do post | Comentar | ADD favoritos
Domingo, 27 de Junho de 2021

Golpistas

 

O golpe pelo golpe
presidente e militares
asseclas e seus pares
não têm o que oferecer:
sem reformas ou metas
projetos ou ideias
nem sabem o que fazer
Bandalheira que se anuncia
o único plano da milícia
é o poder pelo poder
mais nada...

 

Clique no assunto: , , , ,
Publicado por AB Poeta às 11:01
Link do post | Comentar | ADD favoritos

Marchinha do militar com 2 cargos

 

É promoção, estão vendendo
olha a feira militar
quem quiser, tá baratinho
qualquer um pode comprar

tem general de quatro estrelas
de bacia, é pra acabar
oficiais e graduados
a fanfarra vai passar

E são tão obedientes
seguem o que o boçal falar
o que interessa é o dinheiro
o Brasil pode afundar

 

Publicado por AB Poeta às 10:51
Link do post | Comentar | ADD favoritos
Domingo, 13 de Setembro de 2020

O general de pijama

 

As estrelas sobre o ombro

não nos servem de nada

Atrás de sua imensa mesa

é só mais um burocrata

 

Nunca combateu em guerra

nem foi em missão de paz

As medalhas que carrega

não representam nada demais

 

Os generais em seus pijamas

uma tropa de sanguessugas

se esbaldam no dinheiro do povo

que é quem trabalha e não foge à luta

 

Clique no assunto: , , ,
Publicado por AB Poeta às 15:07
Link do post | Comentar | ADD favoritos
Domingo, 25 de Outubro de 2009

O Soldado

Cambaleante alvejado
Mais a frente cai o soldado
Ofegante, ensangüentado
Vendo a morte ao seu lado


Pensando, encurralado
“Só tenho a Deus como aliado”
O pobre rapaz, agoniado
Findou ali, deitado


Seu corpo, nunca encontrado
Deve ter sido amontoado
Junto com outros, e queimado
Ou apodreceu jogado


Seu enterro aconteceu
Mesmo sem o corpo teu
Honrarias, salvas, apogeu
Para o bravo que combateu


Depois o dia alvoreceu
E a história assim se deu
Do garoto que à guerra compareceu
E nunca soube por que morreu...
Só sua mãe não o esqueceu.

 

Publicado por AB Poeta às 02:58
Link do post | Comentar | ADD favoritos
Domingo, 7 de Dezembro de 2008

Os Almôndegas Selvagens

Em meados do ano de 1994, quatro rapazes (nenhum de Leverpool) que serviam à pátria no mesmo quartel – 2º Batalhão de Polícia do Exército, quando ainda era na Abílio Soares, SP/SP – formaram uma banda, os Almôndegas Selvagens, com o intuito de fazer um som extremamente punk, com letras de protesto, performances agressivas e visual podre. A banda, que supostamente seria conhecida em todo o circuito alternativo, nunca saiu do papel, mas habitou vivamente nossos pensamentos rebeldes e sonhos juvenis, ambos potencializados pela vida militar obrigatória indesejada.


Os Almôndegas Selvagens nunca subiram num palco, tocaram numa garagem, num quintal, nem mesmo se reuniram num bar, esquina... Mas foi intensamente vivo em nossas conversas, e essa rebeldia juvenil que queríamos expressar revive a cada palavrão, cada gesto de indignação que emerge diante de uma situação de injustiça, de descaso com a população. Um de nossos “fãs” escreveu uma letra – Falsa Sociedade – que nunca foi gravada, tocada, nem mesmo assobiada, não tem cifra, tablatura, muito menos uma partitura, mas tem o “espírito” da banda.

 

 

Segue letra:

Falsa Sociedade
Letra: Marco Amorim

Vivemos numa falsa sociedade
Somos enganados totalmente
Somos escravos da cidade
Sistema que aliena tanta gente
Por que é assim? Por que é assim?
Tanta exploração, até parece o fim!
A religião é só mentira
São estórias pra ninar criança
Pois falta uma coisa que perdemos
Ela se chama esperança
Enquanto alguns comem com fartura
Outros morrem de fome
Vivem jogados na sarjeta
E nem sabe o seu nome
Por que é assim? Por que é assim?
Tanta injustiça, até parece o fim!

 

A cada escarrada e cuspida disparada os Almôndegas Selvagens são relembrados, inconscientemente...

 


Cartaz para divulgação dos shows que nunca aconteceram - O número de telefone que aparece era o do orelhão que tinha no quartel.

 

 

Download pra ouvir:

Dead Kennedys - Holiday in Cambodia

Ratos de Porão - Crucificados pelo Sistema

Garotos Podres - Anarquia Oi!

Inocentes - Pátria Amada

Fogo Cruzado - Desemprego

Cólera - Suburbio Geral

 

Completos:

Ramones - Greatest Hits

O Começo do Fim do Mundo - Festival Punk 1982

Sub

Ataque Sonoro

 

 

Pra ler:

 

Coleção Primeiros Passos - O Que é Punk - Antonio Bivar

 

Mate-me, Por Favor - Legs McNiel e Gillian McCain

 

Pra Ver:

 

Botinada - A Origem do Punk no Brasil - Direção: Gastão Moreira

Clique aqui e veja trechos pelo YouTube

 

 

2ºBPE - 1994

 

Soldados: Riguengo, Moraes Gomes, Braga, Santos Pereira, Bicalho e os outros dois de macacão verde não me lembro o nome.

 

 

Cajamar/SP - 1º Acampamento

 

2º Acampamento - A volta para casa

 

 

PE é o guerreiro

Que mata guerrilheiro

Mata, esfola

Usando sempre seu fuzil

PE é o guerreiro

Mais valente do Brasil...

 

Canções - Letras:

Canção da Infantaria

Canção do Soldado

Canção do 2ºBPE

Hino Nacional Brasileiro

 

Canções - Downloads:

Canção da Infantaria

Hino Nacional Brasileiro

 

Comunidade Orkut: Sim, servi a PE em 94!

 

 

Sex Pistols - Anarchy in the UK

Clique no assunto: , ,
Publicado por AB Poeta às 14:47
Link do post | Comentar | Ver comentários (5) | ADD favoritos
Follow ABPoeta on Twitter
Instagram

Compre meus livros


Livros por demanda


Poesias declamadas



Todas as publicações

Clique no assunto

todas as tags