Manifestações consciente do inconsciente. Contos e poesia crônica.

Dezembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquise

 

publicações

O xis da questão

a bunda dela

renda-se

que o dia escureça

puta linda

Liberdade

Sin

Brilho interior

Beijo

Num quarto

Uma rosa

Dois mundos

Ardência

Anjo pornográfico

Ama

Sussurros

Nós em fogo

Dilatados

Teu doce

Pedacinho

Pingente

Anoitecer

Marcas

Fantasia

Doce caminho

Doce líquido

Pernas

Dois à beira

Celeste

Brincadeira

Orbitas

Odores fluídos sabores

Vulva

Puta que partiu

Pêlos

Sopé

Ato I (amor fluido)

Delito

Ato

Primaverando

Juntos

Quero-Quero

Leito

Prosa amorosa

Entre nós

Sobre o palco

Abençoada

Amoramoral

Eu cavaleiro

Leite derramado

Confira também




todas as publicações

subscrever feeds

Sexta-feira, 12 de Janeiro de 2018

O xis da questão

 

Entre o exótico e o erótico

está o xis da questão:

um tipo que diferencia

a extravagância do tesão

 

 

Clique no assunto: , ,
publicado por AB Poeta às 21:49
link do post | comentar | adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 21 de Maio de 2015

a bunda dela

 

tão linda

círculo robusto

que torna a ideia lúdica

e faz a bunda dela

merecer um busto

para ser exibido

em praça pública

 

tão perfeita

que enfeita

toda rua

 

Clique no assunto: , ,
publicado por AB Poeta às 23:00
link do post | comentar | adicionar aos favoritos
Sábado, 11 de Abril de 2015

renda-se

 

fios brancos transados

enroscados em pelos pretos

dueto que se acende

 

trama que surpreende

e me prende

os olhos

e me ajoelho

me rendendo

a tua renda

e caio em tua rede

 

a natureza que nos rende

bichos da seda em

bichos de sede

 

Clique no assunto: , ,
publicado por AB Poeta às 14:41
link do post | comentar | ver comentários (2) | adicionar aos favoritos
Sábado, 22 de Fevereiro de 2014

que o dia escureça

 

antes que a tarde amanheça

que a noite entre cresça

e o corpo dela aqueça

o meu até que o dia escureça

e o tempo nos esqueça

 

 

Clique no assunto: , ,
publicado por AB Poeta às 03:13
link do post | comentar | ver comentários (4) | adicionar aos favoritos
Sábado, 15 de Fevereiro de 2014

puta linda

 

puta linda

me abriga na esquina

que a lua brinda

traga meu tempo num cigarro

manchado vermelho

encostada num carro

 

eu e você

puta linda

refletidos no espelho do céu

acima do inferno

queimando nossos corpos

na cama da inquisição

 

puta linda que me despe

das obrigações diárias

todas fingidas

me mostra o caminho que

todos querem mas ninguém segue

que abandono minha carcaça

no meio da estrada larga pela qual sigo

 

cego na multidão

puta linda

me leve pela mão

nessa vida nada fácil

que é ser o que realmente nos interessa

 

 

Clique no assunto: , ,
publicado por AB Poeta às 01:03
link do post | comentar | adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 4 de Outubro de 2013

Liberdade

 

liberdade

é ela

de calcinha pela casa

seios livres

leve caminhar sem

destino

 

liberdade

é nós sem nada

no sofá até

gozarmos entre

as horas

rolando feito cães

no tapete

 

liberdade

é ter

pra não fazer

é o tempo

que passa sem

se perceber

é um amor

pra se perder

 

Clique no assunto: , ,
publicado por AB Poeta às 12:24
link do post | comentar | ver comentários (2) | adicionar aos favoritos
Sábado, 21 de Setembro de 2013

Sin

 

em línguas bendigo

meu prazer é contigo

pro nosso pecado eu digo:

sin, come!

 

 

Clique no assunto: , ,
publicado por AB Poeta às 18:31
link do post | comentar | adicionar aos favoritos
Sábado, 14 de Setembro de 2013

Brilho interior

 

tua carne brilha

meu olhar vidra

a alma vibra

o sangue aquece

é a vida

que acontece

 

 

Clique no assunto: , , ,
publicado por AB Poeta às 16:03
link do post | comentar | adicionar aos favoritos
Sábado, 27 de Julho de 2013

Beijo

 

oferece-me a boca como um vinho

tinto e intenso tom

e derrama tudo em meu corpo

tingindo minha pele de batom

vermelho

sangue

que corre nas veias e

traz a tona o desejo

 

oferece-me a boca

que te dou um beijo

 

Clique no assunto: , , ,
publicado por AB Poeta às 01:49
link do post | comentar | adicionar aos favoritos
Terça-feira, 9 de Julho de 2013

Num quarto

 

um quarto de dia num quarto

a tarde...

 

ainda tenho

teu cheiro pelo corpo

na boca o teu gosto

na lembrança teu dorso

na pele a marca que arde

 

Façamos de novo

mais tarde

pelas tardes

em mais quartos

de dias

por dias

 

Clique no assunto: , , ,
publicado por AB Poeta às 01:59
link do post | comentar | ver comentários (3) | adicionar aos favoritos
Sábado, 6 de Julho de 2013

Uma rosa

 

Uma rosa nua no sereno

orvalho doce que escorre

quero provar desse veneno

que mata mas não se morre

 

 

Clique no assunto: , ,
publicado por AB Poeta às 02:43
link do post | comentar | ver comentários (3) | adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 3 de Julho de 2013

Dois mundos

 

um mundo babaca

e o teu mundo erótico

 

nessa guerra que não acaba

descarto o retórico

e fico com o teu

eu profano ateu

sem mundos nem fundos

 

Clique no assunto: , ,
publicado por AB Poeta às 04:35
link do post | comentar | ver comentários (1) | adicionar aos favoritos
Sábado, 29 de Junho de 2013

Ardência

 

Arde

desejo que não acaba

tentação flamejante cante

forja chama que não apaga

invade adiante

chama que me chama pra cama

 

Ateia fogo em tudo que tenho

deixa nossa guerra acontecer:

não quero paz

quero gozo!

 

Venha desarmada que será

amada

não trocaremos bandeiras de trégua

o branco que quero é do teu

corpo

alvo

a ser acertado na carne

 

me toma num gole quente

eu etílico

me doma como fera fálica em fúria

acorrenta meus medos e

liberta

minha vontade animal

 

A fogueira está acesa

taquemos mais lenha

 

Clique no assunto: , ,
publicado por AB Poeta às 18:34
link do post | comentar | ver comentários (2) | adicionar aos favoritos
Domingo, 23 de Junho de 2013

Anjo pornográfico

 

Voa do seu paraíso profano

e marca minha pele a ferro

quente boca que me engole

em lava ácida

 

me leva em tuas asas de fogo

para longe desse inferno diário

e me deita em tua cama

de pregos e luzes

meu anjo pornográfico

 

Me exibe teu sorriso vermelho carne molhada

dentro dos meus olhos cansados e escravos

entra nesse resto humano que sou

e transforma meu fim em destino

 

rasga minha pele em ritual sacro

e bebe meu sangue impuro

bacante enlouquecida que dança

envolta do meu corpo dilacerado

 

não quero o céu nem seus ídolos de

mármore frio

meu anjo pornográfico

me coloca em teus seios

me afaga em teu fogo e carrega

minha alma desse vale vazio no qual vago

 

me protege

em teus quadris incandescentes

me guarda

em tua indecência angelical

 

Clique no assunto: , , ,
publicado por AB Poeta às 15:16
link do post | comentar | ver comentários (2) | adicionar aos favoritos
Terça-feira, 18 de Junho de 2013

Ama

 

me deita em teu colo leito

e me dá o peito...

eu, homem feito

criança que não se cansa

mama a ama

criança que não vê defeito

 

me dá o peito, encosta

e toma meu leite em resposta

 

Clique no assunto: , , ,
publicado por AB Poeta às 04:44
link do post | comentar | adicionar aos favoritos
Domingo, 16 de Junho de 2013

Sussurros

 

entre beijos e gemidos

carinhos e xingos

o que guardo aos pés

dos ouvidos é

teu sussurro...

 

um vento que sopra

na noite longa

me dizendo como ela é

gostosa

 

Clique no assunto: , ,
publicado por AB Poeta às 16:51
link do post | comentar | ver comentários (2) | adicionar aos favoritos
Sábado, 15 de Junho de 2013

Nós em fogo

 

tua boca quente

me inflama

me lava

me sobe a chama

 

abraços em brasas

teu corpo chama

meu interior que incendeia

nós em fogo

 

Clique no assunto: , ,
publicado por AB Poeta às 22:56
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Dilatados

 

você rosa orvalhada

                                dilatada

ante minhas pupilas

                                dilatadas

vibrante minha vontade

                                dilatada

deseja

que o tempo se       dilate

diante do deleite

 

que ninguém nos delate 

 

Clique no assunto: , , ,
publicado por AB Poeta às 17:40
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Teu doce

 

Entre beijinhos e suspiros

o mel do vão de suas pernas

é meu doce preferido

 

Brigadeiros não entram

em nossa guerra

de corpos estendidos

sobre o outro

sobre a cama

 

 

Clique no assunto: , ,
publicado por AB Poeta às 17:22
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Pedacinho

 

cada pedacinho teu tem

um tom uma tez

que junto

um por vez

pra formar um desejo

 

junto tudo isso e vejo

que preciso do que fez

alimenta meu versejo

fluidez que se faz

entre nós

 

 

Clique no assunto: , ,
publicado por AB Poeta às 04:42
link do post | comentar | ver comentários (2) | adicionar aos favoritos
Follow ABPoeta on Twitter
Instagram

Compre meus livros


Livros por demanda


Poesias declamadas



Clique no assunto

todas as tags