André Braga

Setembro 2022

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Pesquise

 

Publicações

O evangelistão (bancada d...

Uma mera etiqueta

O orgulho de ser burro II

O mestiço

Comitiva desventura

Estaca zero

O sacro de Ouro Preto

O pai tá on… onde?

Mamãe, falei...

Sobre o “vencedor”

Bichos escrotos

O bandido de patente

O presidente trans

Vagabundo à beira mar

Sobre a desigualdade soci...

Merdonça no ventilador

É promoção, quem vai quer...

Até quando

Guilhotina

Ao mestre com carinho

1000 dias de regresso

Futuro

#ForaBolsonaro

Frio

Expiação

2022

Por uma única bandeira

O orgulho de ser burro

Cordialidade

Educação

Pão com manteiga

O (des)Caso Uniban(do)

E-mail: Hoje não haverá a...

Qual é o valor da educaçã...

Legalização do aborto

Poliglotas semi-alfabetiz...

A pena mágica

Desejar o bem sem olhar a...

Ser e Ter (Documentário)

Contatos imediatos de pri...

Confira também



subscrever feeds

Domingo, 11 de Setembro de 2022

O evangelistão (bancada da bíblia)

o evangelistao.jpg 

Siga no instagram e no twitter @ABPoeta

Publicado por AB Poeta às 23:06
Link do post | Comentar | ADD favoritos

Uma mera etiqueta

uma mera etiqueta.jpg 

Siga no instagram e no twitter @ABPoeta

Publicado por AB Poeta às 22:52
Link do post | Comentar | ADD favoritos

O orgulho de ser burro II

o orgulho de ser burro II.jpg 

Siga no instagram e no twitter @ABPoeta

Publicado por AB Poeta às 22:38
Link do post | Comentar | ADD favoritos
Quarta-feira, 20 de Julho de 2022

O mestiço

 

Nem negro nem branco nem índio
o pardo é algo misto
mameluco caboclo mulato
não importa o lado
por quem foi parido
Sempre mal visto
carrega em seu sangue
parte do inimigo

 

Publicado por AB Poeta às 02:45
Link do post | Comentar | ADD favoritos
Quarta-feira, 8 de Junho de 2022

Comitiva desventura

 

Desgarrei-me da boiada

não há como suportar

o caminho que ela segue

já se sabe onde vai dar

 

Uns morrerão pela fome

outros pelo fio do cutelo

crendo no conto do vigário

do fantasma de foice e martelo

 

Os que continuam atrás do boiadeiro

ao ruído do desafinado berrante

serão marcados, insígnia da ignorância

 

E no fim esse golpista carniceiro

ser boçal de mente delirante

acabará sozinho, no lixo, na irrelevância

 
Publicado por AB Poeta às 01:00
Link do post | Comentar | ADD favoritos
Sexta-feira, 20 de Maio de 2022

Estaca zero

 

A pandemia trará consciência

às pessoas, uma novas atitude

disseram os otimistas

apesar da humana insipiência

 

O pensamento positivo ilude:

nem acabou a pestilência

e o “novo normal”, pura fantasia

voltou a ser a velha mania

 

Muita coisa retrocedeu, é vero

voltamos para a estaca zero!

De certo nessa confusão

é que a maioria lavou as mãos

 
Publicado por AB Poeta às 00:59
Link do post | Comentar | ADD favoritos
Sexta-feira, 6 de Maio de 2022

O sacro de Ouro Preto

 

São tantos(as)

andores, altares, oratórios

brancos, pretos, mulatos

basílicas, igrejas, capelas

indígenas, cristãos, mercenários

congregações, ordens, passos

bandeirantes, escravizados

nobres, contrabandistas, conjurados

penitências , orações…

 

Sã tantos

pecadores e pecados

que só um batalhão divino

para expurga-los

 
Publicado por AB Poeta às 19:34
Link do post | Comentar | ADD favoritos
Quarta-feira, 6 de Abril de 2022

O pai tá on… onde?

 

Ela é sempre presente

poucas e ruins escolhas

“O pai tá on”, mas ausente

curtindo a vida de adolescente

 

E o rebento

junto ao peito

talvez nunca o largará

que tenha boa sorte…

 

O pai já foi on

mas agora é off

talvez um dia a justiça

o incomode

 
Clique no assunto: , , , ,
Publicado por AB Poeta às 20:29
Link do post | Comentar | ADD favoritos

Mamãe, falei...

 

Mamãe, falei que fui à guerra

mas fui mesmo na aventura

aproveitar, descolar uma paquera

ficar na boa com a turma

 

Mas, mamãe, falei merda

disse o que não deveria

quando voltei à nossa terra

encontrei uma outra guerra

 

E agora querem minha cabeça

por pura falta de lisura

mas vou culpar é a imprensa

por cavar minha própria sepultura

 
Publicado por AB Poeta às 20:26
Link do post | Comentar | ADD favoritos
Sábado, 12 de Março de 2022

Sobre o “vencedor”

 

heróis e assassinos
assassinos heróis
aproveitadores imundos
a ordem dos tanques
destrói o produto
o trauma não sai da carne
a dor tende a ser extrema
e a poesia na guerra
é ilusão de cinema
o resto é história…

 

Publicado por AB Poeta às 13:51
Link do post | Comentar | ADD favoritos
Quarta-feira, 2 de Março de 2022

Bichos escrotos

 

Tão baixo bicho

esse lixo

de presidente

Tão vagabundo ente

de patentes

só mente e mente

 

Ficará para a história

sua inglória

sua escória irrisória

asseclas e parentes

 

Bichos escrotos

voltarão ao esgoto

de onde não deveriam ter saído

e serão, com o tempo, esquecidos

 
Publicado por AB Poeta às 23:00
Link do post | Comentar | ADD favoritos
Quarta-feira, 9 de Fevereiro de 2022

O bandido de patente

 
Apertou 17, apertou o gatilho
“ele tinha cor de ladrão”
mas era só o vizinho
 
Militar ou bandido
todos vivaram inimigos
o tiro vem de qualquer direção
 
No fim dessa história
o sargento assassino
pode chegar a capitão
 
E por repetição do destino
o capitão delinquente
pode virar presidente

 

Publicado por AB Poeta às 22:31
Link do post | Comentar | ADD favoritos
Domingo, 30 de Janeiro de 2022

O presidente trans

 
Transtornado indivíduo
elemento transgressor
Transita entre o crime e o castigo
se transforma em inimigo
obscuras transações
 
Transcorvo com alucinações
transmite o que há de pior
intransigente, chulo, enganador
Transborda de instinto maligno
indigno, transviado, inglório
ainda bem que é transitório

 

Publicado por AB Poeta às 20:13
Link do post | Comentar | ADD favoritos (1)
Sexta-feira, 21 de Janeiro de 2022

Vagabundo à beira mar

 

Um peixe fora d’água
que nada na contramão
Tamanha é sua gula
se entupiu de camarão
Nem mastiga direito, a mula
engole com sofreguidão
e nessa lama ainda tem lula
pra completar a indigestão

Mandrião, nada, nada
para morrer na praia
corrupto em imersão

 

Publicado por AB Poeta às 14:16
Link do post | Comentar | ADD favoritos
Terça-feira, 4 de Janeiro de 2022

Sobre a desigualdade social

                         a fome de justiça
          aguça a sede de vingança
          como nenhuma
                                    se alcança
   quem agoniza é a esperança
                     de barriga vazia

Publicado por AB Poeta às 21:35
Link do post | Comentar | ADD favoritos
Quinta-feira, 9 de Dezembro de 2021

Merdonça no ventilador

 

uma passo para um homem
um salto para os evangélicos
um assalto a nação
um atraso da humanidade

 

Publicado por AB Poeta às 23:24
Link do post | Comentar | ADD favoritos
Terça-feira, 23 de Novembro de 2021

É promoção, quem vai querer?

 
A crueldade do Estado
na ilegalidade do ambulante
faz desse desempregado
um criminoso constante
 
Nesse país de desabrigados
e da meritocracia fajuta
tentar sobreviver é um fardo
todo dia uma nova luta
 
Aqueles que seriam os obrigados
a tornar nossa vida mais justa
são os verdadeiros bandidos
já passou da hora de dar um “basta!”
 

 

Publicado por AB Poeta às 22:43
Link do post | Comentar | ADD favoritos
Terça-feira, 16 de Novembro de 2021

Até quando

 

Não para a ciência
à máscara e à vacina
o capitão e seu quartel
seguem a mesma sina
agravam a situação
e assim como Pilatos
lavam suas mãos
A consequência de seus atos
mais mortos e sequelados
mais pobres e miseráveis
Pagarão os responsáveis?
Certeza é que lhes reservam a inglória
de ocupar a lata de lixo da história

 

Publicado por AB Poeta às 20:26
Link do post | Comentar | ADD favoritos
Quinta-feira, 4 de Novembro de 2021

Guilhotina

 
Fé demais não cheira bem:
a plebe de joelhos
entre pedidos e apelos
só alivia a culpa do rei
 
ou se vive melhor agora
cobrando os “homens-da-lei”
ou se chora a agonia:
espírito cheio, barriga vazia
 

 

Publicado por AB Poeta às 00:30
Link do post | Comentar | ADD favoritos
Quarta-feira, 3 de Novembro de 2021

Ao mestre com carinho

ao mestre com carinho.jpg

 

Publicado por AB Poeta às 23:43
Link do post | Comentar | ADD favoritos
Follow ABPoeta on Twitter
Instagram

Compre meus livros


Livros por demanda


Poesias declamadas



Todas as publicações

Clique no assunto

todas as tags