André Braga

Fevereiro 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28

Pesquise

 

Publicações

Cancelamento

Bocaberta

Pragas

Carnacaserna

Fazendo a feira

Fartura

Ménage matinal

Gata borralheira

Bonito na foto

Adestrado II

Adestrado

Corpo incivil

Tomando no centrão

Homem ao mar II

Vacina brasileira

Homem ao mar

Intolerâncias

Como as ruas já diziam

Piada mundial

Impeachment já!

Feliz Natal

Doenças nossas de cada di...

Madrugar

O dia do Saci

Eterno halloween

A fruta proibida

Constructo

O "astronada"

Oito vezes 10

Real indo pro buraco

O diamante da cidade

Para Florbela

Restos da quarentena

Seres do pântano

Curupira pirofágico

Do verde às cinzas

O amanhã a deus pertence

Churrasco

O general de pijama

A covid e o covil

Quando tudo passar

Filho da pátria

Infectados

Quiromania nossa de cada ...

Pasto Brasil II

Asas à burrice

Brincadeiras

Tiro curto

Pasto Brasil

O uso da máscara

Confira também




subscrever feeds

Terça-feira, 17 de Novembro de 2009

Lúgubre

Só em silêncio escuto
Do fundo vindo uma voz
Dizendo em tom de luto:
“A paz está morta dentro de nós”

 

Clique no assunto: , ,
Publicado por AB Poeta às 23:48
Link do post | Comentar | ADD favoritos
8 comentários:
De Mirella Santos a 18 de Novembro de 2009 às 10:48
Nossa André, qto pessimismo...rsrs
De AB Poeta a 18 de Novembro de 2009 às 12:54
rs rs...

Pessimista? Ou realista? Fica a pergunta.

Só não abra os jornais...
De Tera a 18 de Novembro de 2009 às 19:55
"Paz é anseio de todos,

Conquista de ninguém.

Por ser tão cobiçada

Da guerra nos faz reféns..."
De AB Poeta a 18 de Novembro de 2009 às 19:57
"Reféns para sempre seremos
Lutar já não adianta mais
Pois no fundo todos sabemos
Que a guerra é produto da paz."
De Fabio a 24 de Novembro de 2009 às 06:45
Todos nós não temos paz... não a paz no sentido da violência ou guerra, ou jornais com péssimas notícias do mundo. A guerra é silenciosa dentro de nós, lutamos a cada dia por um pensar próprio que não o há. o conflito ronda a todos, em silêncio ou não, na metrópole o anonimato já consumiu seus sonhos, seus desejos e suas memórias, nada mais importa que ter sucesso ou ser feliz, e essência, a paz, já foi perdida desde sua formação primária, carregada já da ideologia que te transforma num objeto de massa amorfa e barata.
De AB Poeta a 24 de Novembro de 2009 às 10:29
Amorfa e barata... sem forma e rastejante, cara e sem valor...

Vlw pelo (belo) comentário!

Abrçss
De Mirella Santos a 24 de Novembro de 2009 às 11:43
Concordo com o Fábio, acho que a paz, assim como a liberdade, são utópicas. Porém, é possível encontrá-la dentro de nós mesmos... depende do momento e do q se procura. Por exemplo, qdo vc chega em sua casa, coloca um som que mais gosta e vai tomar aquele banho demorado ( sem preocupações ) que vc tanto sonhou o dia todo, para mim, esse momento, é de paz.
Ou então num momento de meditação, em que é possível se livrar de todos os pensamentos, exigências, obrigações e preocupações, é um momento de paz tbm.
De AB Poeta a 24 de Novembro de 2009 às 13:31
Guerra é paz, liberdade é escravidão, ignorância é força.

GW - 1984

http://www.4shared.com/file/50043366/435039d5/LIVRO_1984_-_George_Orwell.html?s=1

Comentar post

Follow ABPoeta on Twitter
Instagram

Compre meus livros


Livros por demanda


Poesias declamadas



Todas as publicações

Clique no assunto

todas as tags