André Braga

Julho 2022

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Pesquise

 

Publicações

Bang-bang à brasileira

História intrínseca

Tapando a fossa

O eufemismo nosso de cada...

O burrico e a cenoura

Detrito federal

Os mendigos de gravata

Campeão mundial da vergon...

O mestiço

Urna funerária

O coral dos mudos

Comitiva desventura

Moral da história

Pelo fim da “sofrência”

Com a faca e o queijo nas...

O inevitável dragão que n...

João, o desavindo

O rei, o servo, o sonho

Burnout

Estaca zero

Vila Rica

Quinto dos infernos

O sacro de Ouro Preto

No compasso dos corações

Cegueira voluntária

Virando fumaça

Falta de Nação

Forças Mamadas

O mito da caserna

I did it my way…

São Paulos*

E o Oscar vai para

O pai tá on… onde?

Mamãe, falei...

Sobre o “vencedor”

Conflito

Sempre presente

Banco Nacional de Humanid...

Bichos escrotos

Laudêmio

A volta ao inverno russo

O bandido de patente

O relógio de areia

O presidente trans

O reservista

Uma estória triste de pes...

E ela se foi...

Vagabundo à beira mar

deus ex machina

Estatística de natal

Confira também



subscrever feeds

Quinta-feira, 4 de Novembro de 2021

Guilhotina

 
Fé demais não cheira bem:
a plebe de joelhos
entre pedidos e apelos
só alivia a culpa do rei
 
ou se vive melhor agora
cobrando os “homens-da-lei”
ou se chora a agonia:
espírito cheio, barriga vazia
 

 

Publicado por AB Poeta às 00:30
Link do post | Comentar | ADD favoritos

Perto do fogo

 
Lá vem o caminhão
acotovelam-se na caçamba
   entre a fome e a infecção
a mãe, o filho, o rato, o cão
 
Quem não pegar essa rabeira
                          de lixo, dança
de estomago vazio
Melhor é ter uma indigestão
 
Indigesto mesmo é o capitão
                        que foi a Roma
aprender com Augustus Nero
como atear fogo numa nação

 

Publicado por AB Poeta às 00:23
Link do post | Comentar | ADD favoritos

Fezes de cada dia

 
O país está um ânus
o bolsonaro a bosta pura
você rebola na privada
mas o dejeto não desgruda
 
O tempo passa e só piora
só fede mais, passou da hora
dessa merda bater na água
pois a água já bateu na bunda
 

 

Clique no assunto: , , ,
Publicado por AB Poeta às 00:17
Link do post | Comentar | ADD favoritos

Passageiro

 
A vida segue de trem
de estação em estação
embarco na Paraíso
desço na Consolação
 
Entre santos e santas
as homenagens são tantas
que até Judas tem sua vaidade
 
Se me perco na cidade
vou à Luz, que me conduz
para a Liberdade
 

 

Publicado por AB Poeta às 00:13
Link do post | Comentar | ADD favoritos

...

o xis da questao.jpg

 

Clique no assunto: , , ,
Publicado por AB Poeta às 00:09
Link do post | Comentar | ADD favoritos

Armadilha

 
mais um sujeito
                       sem leito
que à rua se sujeita
                      e se ajeita
na suja sarjeta
 
um rejeito que o estado
          pegou na ratoeira
isso é o resultado
                       da sujeira
de um país sem jeito
 

 

Publicado por AB Poeta às 00:06
Link do post | Comentar | ADD favoritos
Follow ABPoeta on Twitter
Instagram

Compre meus livros


Livros por demanda


Poesias declamadas



Todas as publicações

Clique no assunto

todas as tags