André Braga

Setembro 2022

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Pesquise

 

Publicações

Canção da despedida

A farda, um fardo

Xeque-mate

Bolsovírus

Bicentenário

Um sórdido arquétipo

E agora, João?

Delícia e dissabor

O evangelistão (bancada d...

Juventude transviada

O coração da história

Uma mera etiqueta

Sobre a humanidade

Aquele brilho

A carta e o carteado

Uma questão central

#BolsonaroNuncaMais

O orgulho de ser burro II

Mãos à obra

Uma questão central

A casa abandonada

Bang-bang à brasileira

História intrínseca

Tapando a fossa

O eufemismo nosso de cada...

O burrico e a cenoura

Detrito federal

Os mendigos de gravata

Campeão mundial da vergon...

O mestiço

Urna funerária

O coral dos mudos

Comitiva desventura

Moral da história

Pelo fim da “sofrência”

Com a faca e o queijo nas...

O inevitável dragão que n...

João, o desavindo

O rei, o servo, o sonho

Burnout

Estaca zero

Vila Rica

Quinto dos infernos

O sacro de Ouro Preto

No compasso dos corações

Cegueira voluntária

Virando fumaça

Falta de Nação

Forças Mamadas

O mito da caserna

Confira também



subscrever feeds

Segunda-feira, 9 de Março de 2009

Trechos

Coisas escritas aleatoriamente.


Um dia sem nada de mais... como a maioria deles. Até que, possibilidades futuras, poderão mudar o rumo das coisas. Ser a mesma coisa em outro lugar, mas com mais nos bolsos, podendo ter mais coisas que amo; amo-as, até possui-las, depois serão, somente, no máximo, peso para papel. Quinquilharias.
Cervejada: falar do presente, comentar o futuro e lembrar o passado.
28/01/09

 

Neste dia finda minha história junto a mais uma empresa. Curta, mas muito boa. Os que aqui fui habitara, temporariamente, somente algumas alheias lembranças dos que ficam. Parto para ser o mesmo e outros em outro lugar. Mesma função, mesmo desejo, mesmo... Qual vai ser a diferença? A mudança tem um efeito psicotrópico. Na hora que acontece, alivia a angústia, devolve-me certa paz. Paz que no decorrer do tempo, alazão, some...
30/01/09

 

O tempo é assim: numa piscada de olhos, passa por mim, sem se importar se percebo-o ou não. Ele passa, já era, sem choro, sem vela, só deboche. Quando se encara qualquer coisa de frente, com ódio, vira-se as costas para o que, à cada um, pode ser, bom. A felicidade é um sentir que varia conforme a forma com que se enxerga as coisas.
05/02/09

 

Um brilho no azulejo do banheiro que, ao refletir a fria luz fluorescente em meus olhos, remete minha mente, de forma automática, involuntária, imperceptível, à uma série de imagens sucessivamente cognitivas, uma puxando a outra, alterando, ou alternando, meu matinal, e natural, mal humor. Da água ao vinho, do vinho ao vinagre... acordo azedo.
16/02/09

 

A verdade é apenas uma mentira boa para se acreditar. Nada vale mais a pena, ou vale tanto quanto, sentar-se para mascar um chicle. O amor reside nas coisas que, ainda, não tenho; é ausência.
28/01/09

 

 

 

Não tenho culpa se ela é assim

Desfilo com ela estampada na cara

Minha alegria não finda

Se se irritam com isso, o que esperam que eu faça?

Veja direito: minha alegria não a sua desgraça

Bebem veneno e esperam que eu morra!

O ódio só atinge quem o sente

Não serre os punhos, mostre-me os dentes

A alegria, para mim, é um vício

E desse vício eu faço virtude!

03/02/09

 

A simplicidade é um querer nada. É um “ser feliz” por não esperar nada. A minha simplicidade isenta-me do plano material. Quando não tenho a simplicidade, sinto-me um nada. E sentir-se um nada é querer algo que não se tem. O material destituí-me de ser-me. Só sou o que sou quando não quero, quando não desejo. Quando quero, desejo e obtenho, passo a ser o obtido, e não mais eu. A simplicidade me protege, e ajuda-me a ser quem eu realmente sou: um nada que deseja nada para tentar ser o que se é!

05/03/09

Clique no assunto: , , ,
Publicado por AB Poeta às 01:41
Link do post | Comentar | ADD favoritos
Follow ABPoeta on Twitter
Instagram

Compre meus livros


Livros por demanda


Poesias declamadas



Todas as publicações

Clique no assunto

todas as tags