André Braga

Setembro 2022

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Pesquise

 

Publicações

Canção da despedida

A farda, um fardo

Xeque-mate

Bolsovírus

Bicentenário

Um sórdido arquétipo

E agora, João?

Delícia e dissabor

O evangelistão (bancada d...

Juventude transviada

O coração da história

Uma mera etiqueta

Sobre a humanidade

Aquele brilho

A carta e o carteado

Uma questão central

#BolsonaroNuncaMais

O orgulho de ser burro II

Mãos à obra

Uma questão central

A casa abandonada

Bang-bang à brasileira

História intrínseca

Tapando a fossa

O eufemismo nosso de cada...

O burrico e a cenoura

Detrito federal

Os mendigos de gravata

Campeão mundial da vergon...

O mestiço

Urna funerária

O coral dos mudos

Comitiva desventura

Moral da história

Pelo fim da “sofrência”

Com a faca e o queijo nas...

O inevitável dragão que n...

João, o desavindo

O rei, o servo, o sonho

Burnout

Estaca zero

Vila Rica

Quinto dos infernos

O sacro de Ouro Preto

No compasso dos corações

Cegueira voluntária

Virando fumaça

Falta de Nação

Forças Mamadas

O mito da caserna

Confira também



subscrever feeds

Quinta-feira, 28 de Agosto de 2008

Doe órgãos e tecidos

 

 

Campanha governamental feita para propagar informações sobre a doação de órgãos e tecidos.

 

A imagem acima é um panfleto, frente e verso, contendo as informações principais sobre, e como, doar.

Com a imagem da esquerda seria feito um banner, distribuído em todos os órgãos públicos, juntamente com os panfletos. Essa distribuição seria feita, principalmente, em escolas de primeiro e segundo grau, para desmistificar o assunto junto as crianças, jovens e adolescentes. Com essa ação, esse assunto seria, consequentemente, levado por eles às suas famílias, abrindo assim uma discussão e propagando ainda mais as informações sobre doações de órgãos e tecidos.

 

Texto que apresentou a campanha ao nosso coordenador do curso de Publicidade & Propaganda:

 

A falta de informação sobre a doação de órgãos e tecidos faz com que a fila de espera, que já passa de 75.000 pessoas, aumente cada vez mais. Dependendo do órgão necessitado, a média de espera vai de 5,5 a 11 anos. Quase 2.000 pessoas morrem todo ano por não conseguirem um transplante. O número de transplantados chega a 11.000/ano, mas infelizmente é um número que não caminha a passos largos. A média de doadores é de 5,4 por milhão de habitantes, e pode aumentar com mais informações a respeito do assunto.
Esperamos, através dessas campanhas, levar o maior número possível de informações sobre o assunto, a fim de diminuir as dúvidas, mitos e preconceitos sobre a doação de órgãos e tecidos. Tomando essa atitude acreditamos que é possível elevar o número de doadores, encurtando assim o tempo de espera por um órgão, diminuindo o sofrimento dos necessitados e de suas famílias.

 

Esta foi uma outra proposta de imagem dentro do mesmo contexto:

 

 

Camiseta:

 

 

 

Agência idealizadora:

 

 

Pratiq Comunicação é:

 

Ana Carolina

André Alves

Bianca Petterman

Cinthia Pauli

Eliana Rodrigues

Leandro Altieri

Renato Eudes

 

 

 

 

Publicado por AB Poeta às 19:23
Link do post | Comentar | ADD favoritos
Follow ABPoeta on Twitter
Instagram

Compre meus livros


Livros por demanda


Poesias declamadas



Todas as publicações

Clique no assunto

todas as tags