Minhas poesias.

Junho 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Pesquise

 

Publicações

A peste

O “trezentismo”

Amor nos tempos de corona...

Aos que abanam o rabo

É frias

Embate chucro

Fim de namoro

O grande mentecapto

Sacro cheio

A nova política

Bandeirolas

Próxima cena

O churrasco

João, o fanfarrão

Regina, let's pum

O pelotão caterva

Epitáfio

O pobre brasileiro

A costureira

E daí?

É bolsodória!

Labirinto

O capitão chupeta

A canetada saiu pela cula...

Aleluia no país do carnav...

Fanáticos FC

A verdadeira história de ...

Amor nos tempos de corona...

Quarentena

Da natureza

Flatulência mental

Do amor que er[r]a

Canção do Exausto

Mineral

Joker

Torcedores FC

O alcoólatra

Animais e refeições

Remoenda

Joinha

A riqueza amazônica

Astros ilícitos

Estrela submersa

Triturados

Manhãs bragantinas

A gaiola

Aquífero paulistano II

O laranjal

Black Friday

Aquífero paulistano

Confira também




Todas as publicações

subscrever feeds

Domingo, 23 de Junho de 2013

Anjo pornográfico

 

Voa do seu paraíso profano

e marca minha pele a ferro

quente boca que me engole

em lava ácida

 

me leva em tuas asas de fogo

para longe desse inferno diário

e me deita em tua cama

de pregos e luzes

meu anjo pornográfico

 

Me exibe teu sorriso vermelho carne molhada

dentro dos meus olhos cansados e escravos

entra nesse resto humano que sou

e transforma meu fim em destino

 

rasga minha pele em ritual sacro

e bebe meu sangue impuro

bacante enlouquecida que dança

envolta do meu corpo dilacerado

 

não quero o céu nem seus ídolos de

mármore frio

meu anjo pornográfico

me coloca em teus seios

me afaga em teu fogo e carrega

minha alma desse vale vazio no qual vago

 

me protege

em teus quadris incandescentes

me guarda

em tua indecência angelical

 

Clique no assunto: , , ,
Publicado por AB Poeta às 15:16
Link do post | Comentar | ADD favoritos
2 comentários:
De Daniela a 24 de Junho de 2013 às 11:26
Ela é linda, assim como todas. Você é maravilhoso André.
Te afago, te protejo e te guardo...
Beijos poeta!
De AB Poeta a 24 de Junho de 2013 às 22:46
já me sinto protegido... bjos

Comentar post

Follow ABPoeta on Twitter
Instagram

Compre meus livros


Livros por demanda


Poesias declamadas



Clique no assunto

todas as tags