André Braga

Fevereiro 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28

Pesquise

 

Publicações

Cancelamento

Bocaberta

Pragas

Carnacaserna

Fazendo a feira

Fartura

Ménage matinal

Gata borralheira

Bonito na foto

Adestrado II

Adestrado

Corpo incivil

Tomando no centrão

Homem ao mar II

Vacina brasileira

Homem ao mar

Intolerâncias

Como as ruas já diziam

Piada mundial

Impeachment já!

Feliz Natal

Doenças nossas de cada di...

Madrugar

O dia do Saci

Eterno halloween

A fruta proibida

Constructo

O "astronada"

Oito vezes 10

Real indo pro buraco

O diamante da cidade

Para Florbela

Restos da quarentena

Seres do pântano

Curupira pirofágico

Do verde às cinzas

O amanhã a deus pertence

Churrasco

O general de pijama

A covid e o covil

Quando tudo passar

Filho da pátria

Infectados

Quiromania nossa de cada ...

Pasto Brasil II

Asas à burrice

Brincadeiras

Tiro curto

Pasto Brasil

O uso da máscara

Confira também




subscrever feeds

Sábado, 12 de Março de 2011

A praça morta

 

uma praça sem coreto

não tem esperança de música

nunca atrairá nada de puro.

 

por detrás das ogivas sacras

não há mais santos

mitos

pecadores em confissão

carolas

divindades

não há nada que não seja humano

 

seu herói

eternizado pela verdade que voa pelas bocas

no tempo

enriquecido pelo bronze

descalço pela humildade

é só mais um estranho

que anda sem destino

e disputa espaço

com palmeiras poluídas

camelôs falastrões

policiais famintos

com a podridão alada que come

migalhas

 

seus anjos

foram devorados pela pressa

pressa em passar

em crescer

em ser

em ser percebido

percebido pela multidão

multidão que passa quieta

quieta e rápida

rápida e sem fim

sem um fim

 

a beleza das putas

a sem-graçisse dos funcionários numerosos

o cão coitado

que é mais amado que as coitadas

das crianças sujas

 

o pastor apocalíptico

vagabundos

desempregados

golpistas

o progresso escondido debaixo da terra...

 

marco zero

marcas do progresso

zero a esquerda

 

céus

que inferno é esse?

 

Clique no assunto: , ,
Publicado por AB Poeta às 03:49
Link do post | Comentar | ADD favoritos
Follow ABPoeta on Twitter
Instagram

Compre meus livros


Livros por demanda


Poesias declamadas



Todas as publicações

Clique no assunto

todas as tags