André Braga

Fevereiro 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28

Pesquise

 

Publicações

Cancelamento

Bocaberta

Pragas

Carnacaserna

Fazendo a feira

Fartura

Ménage matinal

Gata borralheira

Bonito na foto

Adestrado II

Adestrado

Corpo incivil

Tomando no centrão

Homem ao mar II

Vacina brasileira

Homem ao mar

Intolerâncias

Como as ruas já diziam

Piada mundial

Impeachment já!

Feliz Natal

Doenças nossas de cada di...

Madrugar

O dia do Saci

Eterno halloween

A fruta proibida

Constructo

O "astronada"

Oito vezes 10

Real indo pro buraco

O diamante da cidade

Para Florbela

Restos da quarentena

Seres do pântano

Curupira pirofágico

Do verde às cinzas

O amanhã a deus pertence

Churrasco

O general de pijama

A covid e o covil

Quando tudo passar

Filho da pátria

Infectados

Quiromania nossa de cada ...

Pasto Brasil II

Asas à burrice

Brincadeiras

Tiro curto

Pasto Brasil

O uso da máscara

Confira também




subscrever feeds

Segunda-feira, 14 de Fevereiro de 2011

Metades

 

Metade de mim

É mim

E a outra metade

É eu

 

Não sei qual será

O meu fim

Nem sei o que será

Meu

 

Enfim

Futuro: maternidade

Passado: morreu

 

Presente: divindade

Divido-o

Mesmo com desigualdade

Entre mim

E eu

Clique no assunto: ,
Publicado por AB Poeta às 22:04
Link do post | Comentar | ADD favoritos
8 comentários:
De douglas gavioli a 14 de Fevereiro de 2011 às 23:36
Andre meu velho eu sabia que você tinha talento!! Vou ler todos os dias seus poemas! Abs
De AB Poeta a 15 de Fevereiro de 2011 às 12:09
opa mano, leia os antigos, são bons também! (modesto eu rs rs)

Abrçss
De Laliane a 15 de Fevereiro de 2011 às 11:39
muito bom!
só mesmo um poeta pra se dividir entre mim e eu...
bjs
De AB Poeta a 15 de Fevereiro de 2011 às 12:10
isso se chama conflito interno! rs rs


Bjos
De Francisco Jamess a 16 de Fevereiro de 2011 às 12:45
Isso me lembrou muito Dr. Jekyll e Mr. Hyde.
De AB Poeta a 16 de Fevereiro de 2011 às 13:50
rsrs é bem essa, um conflito interno e eterno.
De Anna Voig a 16 de Fevereiro de 2011 às 20:59
Lembrei-me de

Traduzir-se

Uma parte de mim
é todo mundo:
outra parte é ninguém:
fundo sem fundo.

Uma parte de mim
é multidão:
outra parte estranheza
e solidão.

Uma parte de mim
pesa, pondera:
outra parte
delira.

Uma parte de mim
almoça e janta:
outra parte
se espanta.

Uma parte de mim
é permanente:
outra parte
se sabe de repente.

Uma parte de mim
é só vertigem:
outra parte,
linguagem.

Traduzir uma parte
na outra parte
— que é uma questão
de vida ou morte —
será arte?

Ferreira Gullar

Bjusss
De AB Poeta a 17 de Fevereiro de 2011 às 00:51
pô, que ligação de poemas em!

Obrigado pelo comentário, e fique à vontade para opinar nos outros poemas!

Bjos

Comentar post

Follow ABPoeta on Twitter
Instagram

Compre meus livros


Livros por demanda


Poesias declamadas



Todas as publicações

Clique no assunto

todas as tags