André Braga

Abril 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
23
24
25
26
27
28
29
30

Pesquise

 

Publicações

Fecofilia

O fosso

Máximo X Mínimo

Cordialidade

Dívida histórica (ressurr...

O culto

Passando a sacolinha

Alô, câmbio

Mercado da fé

Haicais na lápide

Armada

O supremacista pardo

A verdade sobre a mentira...

Primeiro de abril

Herói servil

Estreitando relações

xou da xoxa

Neopentecostal no país do...

Fura-fila

Ensaio sobre a cegueira

Arrebatados

O pária

Diálogos desencontrados

Voto impresso

Sobre nossa política

Cancelamento

Bocaberta

Pragas

Carnacaserna

Fazendo a feira

Fartura

Ménage matinal

Gata borralheira

Bonito na foto

Adestrado II

Adestrado

Corpo incivil

Tomando no centrão

Homem ao mar II

Vacina brasileira

Homem ao mar

Intolerâncias

Como as ruas já diziam

Piada mundial

Impeachment já!

Feliz Natal

Doenças nossas de cada di...

Madrugar

O dia do Saci

Eterno halloween

Confira também




subscrever feeds

Segunda-feira, 17 de Janeiro de 2011

Línguas

 

A boca dormente

Que quer o futuro

Escuta entre línguas

O som que lhe acalma:

Te iubesc dragul meu

Chiar te iubesc
Sărutare

 

Mesmo muda ao idioma

A língua se move

E soa ao amanhã:

te iubescpreadragoste

 

O desejo atemporal

Aproxima as línguas

Que não se falam

Mas se reconhecem

Pelo sentido

Clique no assunto: , ,
Publicado por AB Poeta às 15:02
Link do post | Comentar | ADD favoritos
11 comentários:
De Nina a 18 de Janeiro de 2011 às 00:59
Essa boca dormente de lábios rachados que murmura alguma coisa em uma língua estranha dentro da outra boca... enquanto o mundo morre lá fora no olho da tempestade...
De Nina a 18 de Janeiro de 2011 às 01:00
Tu esti dragostea mea, esti zambetul meu...
De AB Poeta a 18 de Janeiro de 2011 às 12:46
uau! quanto poesia nesses comentários!

te iubesc prea ...


Bjosss
De Naty a 19 de Janeiro de 2011 às 19:14
Aí eu começo acreditar que existem coisas mais belas que o encontro do oceano e do mar, o encontro da Deusa e do Poeta! lindissimo texto!
De AB Poeta a 19 de Janeiro de 2011 às 20:01
é um encontro de poesias futuras... rs rs

Faz tempo que não comenta aqui em.

Bjos

De Moni a 20 de Janeiro de 2011 às 02:09
O desejo a encurtar distâncias e promover reconhecimentos...
Lindo poema!
Prazer em lê-lo!

Abraços,

Moni
De AB Poeta a 20 de Janeiro de 2011 às 12:30
Obrigado pelo comentário Moni!

Fique à vontade para comentar mais!

Bj
De ana elisa a 21 de Janeiro de 2011 às 01:00
muito boas suas poesias
gostei!
=D
De AB Poeta a 21 de Janeiro de 2011 às 01:09
Vlw, Ana!

Fique à vontade para opinar!

Bjos
De Patricia a 21 de Janeiro de 2011 às 17:42
Lindo poema, meus parabéns! Esse fim de semana irá postar mais poemas por aqui? Quero ler mais!
De AB Poeta a 21 de Janeiro de 2011 às 19:14
obrigado pelo comentário!

tenho alguns poemas para terminar, mas o trabalho não deixa rs rs

Tem mais de 300 poemas ai, tem bastante coisa para ler...

Fique á vontade!

bjo

Comentar post

Follow ABPoeta on Twitter
Instagram

Compre meus livros


Livros por demanda


Poesias declamadas



Todas as publicações

Clique no assunto

todas as tags