Manifestações consciente do inconsciente. Contos e poesia crônica.

Agosto 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
29
30
31

pesquise

 

publicações

Banquete

PEC(ados)

Modelo

Encalço

Numa fria

Sós

Qual será a senha?

mãe dos sem mães

a rua e o rio

repartido

Black SP

momento moderno

bobagens

pet shopping

obsoletar

desprenda

vem ser

Confira também



todas as publicações

subscrever feeds

Segunda-feira, 8 de Maio de 2017

Banquete

 

Observo na calçada o mendigo

que come feito um cão;

mas hoje o cão como feito um rei;

rei que ainda come feito um porco;

porco que come feito um mendigo

 

Em meio a esse banquete indigno

cheio de defeitos

perco a fome

 

Clique no assunto: , ,
publicado por AB Poeta às 01:37
link do post | comentar | adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 23 de Janeiro de 2017

PEC(ados)

 

Dentro do pecado

há uma PEC

Dentre os deputados

há vários pecados

 

Abaixo dos pecadores

tem o povo, no calvário

que nunca aprendeu

e que pagará pelos pecados

que ele mesmo elegeu

 

Clique no assunto: , , ,
publicado por AB Poeta às 23:48
link do post | comentar | ver comentários (2) | adicionar aos favoritos
Sábado, 8 de Outubro de 2016

Modelo

 

O mendigo fotografado

ficou bonito

 

Homem oriundo do descarte

no fotograma agora é arte

 

Da rua à galeria de fotolitos

o mendigo virou mito

 

Clique no assunto: , , ,
publicado por AB Poeta às 15:45
link do post | comentar | adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 6 de Outubro de 2016

Encalço

 

Signos seguidos

persigo na cidade

Acidade sanguínea

fluxo, rotatividade

 

A rapidez do tempo

age no aço, edificante

E eu lento, nesse espaço

agonizo, insignificante

 

Clique no assunto: , , ,
publicado por AB Poeta às 03:53
link do post | comentar | adicionar aos favoritos
Sábado, 11 de Junho de 2016

Numa fria

 

O frio da noite

gela menos

do que o frio do olhar

 

A colher de sopa dada

não vale tanto quanto

uma colher de chá

 

Sem chance na rua

quem sabe nessa

madrugada Ela

não o levará?

 

Clique no assunto: , ,
publicado por AB Poeta às 17:35
link do post | comentar | adicionar aos favoritos
Sábado, 16 de Janeiro de 2016

Sós

 

Infeliz é quem não entende

que a solidão é só sua

 

Algo tão pessoal

nunca será dividido

 

Aproveite

 

Clique no assunto: , ,
publicado por AB Poeta às 02:23
link do post | comentar | ver comentários (4) | adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 5 de Novembro de 2015

Qual será a senha?

 

Cadastre-se na Rede

e acesse o mundo

a imensidão

 

O nome do pai

do filho

o nome do cão

Datas de nascimentos

letras e elementos

que servem à ocasião

 

Fique socialmente conectado

Atado a tantos amigos

que nunca se verão

 

E guarde a senha

a sete chaves

das portas e das janelas

que apontam à solidão

 

Clique no assunto: , , , ,
publicado por AB Poeta às 22:34
link do post | comentar | adicionar aos favoritos
Domingo, 10 de Maio de 2015

mãe dos sem mães

 

a biologia não a constrói

só carregar o feto não é afeto

porque ser mãe não é ser mala

duas coisas que não se igualam

 

há tantos desafetos nas ruas

crianças que só foram carregadas

concebidas pela indiferença

são tratadas como malcriadas

 

mas o olhar materno as enxerga

e isso transcende a fisiologia

mãe é uma divindade que caminha

sempre atenta a todas as crias

 

e a ternura da mãe se espalha:

nas roupas que são doadas

nas refeições que são distribuídas

em cobertores que abrandam o frio

em doces nos feriados sem alegria

 

a mãe instintiva lhes dá abrigo

tenta consertar essa realidade

cruel, invisível à sociedade

pois essa é órfã da empatia

 

novos ou velhos os filhos

pessoas de muitas necessidades

sob o olhar da mãe dos sem mães

recebem um pouco de dignidade

 

Clique no assunto: , , ,
publicado por AB Poeta às 16:06
link do post | comentar | adicionar aos favoritos
Domingo, 8 de Março de 2015

a rua e o rio

 

a rua ria do rio que ia

do curso que ele seguia

pois sabia não conseguiria

progredir conforme ela progredia

 

cobrir a Terra ela poderia

ser mais útil ela seria

servir sempre ela serviria

só crescer era o que fazia

e isso ela nunca pararia

 

até que percebeu um dia

que o rio é que da rua ria

porque parada ela não saía

e apesar de crescer à revelia 

para nenhum lugar a via ia

 

quando entendeu a diferença que havia

a rua imponente que antes ria

parada no lugar pôs-se a chorar

porque diferente do rio que ia

seu curso seguia para algum lugar

e a rua que antes não via

viu que nunca encontraria

o mar

 

agora é tarde demais para desaguar

 

publicado por AB Poeta às 15:02
link do post | comentar | adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 26 de Fevereiro de 2015

repartido

 

se o partido não toma

partido por você

por que você toma

partido pelo partido?

 

partido por

partido

melhor nós não

estarmos repartidos

 

Clique no assunto: , , , ,
publicado por AB Poeta às 23:57
link do post | comentar | adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 25 de Fevereiro de 2015

Black SP

 

algo irá acontecer

na cidade intensidade

o céu ficará negro

e o dia irá escurecer

 

a água irá cair

as ruas irão encher

a noite será escura

não haverá amanhecer

 

a torneira irá secar

só sobrará o Tietê

o trânsito irá parar

não haverá pra onde correr

 

o estresse se espalhará

e atingirá você

seu coração explodirá

e você irá morrer

 

no meio da multidão

ninguém irá querer saber

de mais um corpo pelo chão

atrapalhando o entardecer

 

você irá apodrecer

a enxurrada o levará

ratos irão te roer

não há nada o que fazer

 

porque aqui é a Black SP!

 

Clique no assunto: , , , ,
publicado por AB Poeta às 23:31
link do post | comentar | adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 9 de Fevereiro de 2015

momento moderno

 

pega no meu pau

de #selfie e

vamos juntos

eternizar nossos sorrisos

 

Clique no assunto: , , ,
publicado por AB Poeta às 00:08
link do post | comentar | adicionar aos favoritos
Sábado, 7 de Fevereiro de 2015

bobagens

 

cacos de vidro ao vento

sussurro que fere o ouvido

parte daquilo que foi dito

espero que apague no tempo

 

Clique no assunto: , , ,
publicado por AB Poeta às 16:55
link do post | comentar | adicionar aos favoritos
Terça-feira, 30 de Dezembro de 2014

pet shopping

 

os seres humanos amam mais

os cachorros

do que os humanos

porque como humanos

desejam ser amados assim como

os cachorros são

 

o mundo cão não é nada fácil

 

Clique no assunto: , , , ,
publicado por AB Poeta às 22:54
link do post | comentar | adicionar aos favoritos
Sábado, 27 de Dezembro de 2014

obsoletar

 

o que hoje é

amanhã não

será

 

obsoleto e lento

o tempo

me fará

 

o que hoje me serve

amanhã não

servirá

 

e o que nos salvará?

a nostalgia.

 

Clique no assunto: , , ,
publicado por AB Poeta às 13:12
link do post | comentar | adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 25 de Dezembro de 2014

desprenda

 

dentro da pedra

a perda

 

a cabeça presa

não vê a fresta

engessa

avessa não rompe

a fenda

 

dentro da pedra

a perda

 

desprenda

antes que adoeça

 

Clique no assunto: , ,
publicado por AB Poeta às 00:31
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

vem ser

 

vem

vem ser

comigo

 

vem comigo

vencer

como amor

ou amigo

 

Clique no assunto: , , ,
publicado por AB Poeta às 00:29
link do post | comentar | adicionar aos favoritos
Follow ABPoeta on Twitter
Instagram

Compre meus livros


Livros por demanda



Poesias declamadas


Clique no assunto

todas as tags