Manifestações consciente do inconsciente. Contos e poesia crônica.

Maio 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquise

 

publicações

Banquete

PEC(ados)

Lavrador

Declaração

Modelo

Encalço

Haicai V

Viagem

Numa fria

Poema antigo

Encontros

Ombrax

Sós

Coração violento

O que não passa?

Qual será a senha?

Marcados

Cada casa

Lançamento

A desmetamorfose

Um vazio

Paraíso

Noites de Verão

O relógio da vovó

Conto de Fadas

A fonte

Um par

contratempo

a bunda dela

ambidestro

mãe dos sem mães

advérbio

quando fomos nuvens

fossa

prateando

banquete

renda-se

pecado

translação

o fio vermelho

arte final

ossos do ofício

delinear

sinfonia

passarinha

fotogenia

Instagram

a rua e o rio

viva voz

anseio

Confira também



todas as publicações

subscrever feeds

Sábado, 30 de Agosto de 2008

Carta pruma menina

Eu adoro você menina! Acho você linda, forte e inteligente, uma mulher incrível. Fui algumas vezes bem grosso com você, sei disso, me desculpe. É meu jeito. Sou meio que exagerado mesmo. Vejo em você uma energia muito grande, algo puro e belo... Infinito. Muito forte. Parece que eu absorvo isso, ai meu exagero acaba ficando maior ainda. Não sei por que, mas nossa amizade acabou ficando um pouco distante. Talvez a facul, a correria do dia-a-dia, cursos extras, sei lá. Ruim né.


Obrigado pelo bilhete. Muita gente foi carinhosa comigo na hora da despedia, mas essas palavras quando vindas de você é diferente. Eu te acho especial, então suas palavras também são especiais, e quando elas são direcionadas a mim, me sinto especial também. Acredito que você tenha esse dom.


Quanto ao cara que entrou no rio, não sei quem é nem quem disse isso. Só conheço aquele da música da Baby Consulelo, o Menino do Rio. Que merda né!


Sempre se deseja muito sucesso, realizações ou se tem muita esperança. O que realmente te desejo é FELICIDADE! Sucesso? Que sucesso que nada, seja feliz! Realizações? Que porra nenhuma de realizações, te desejo felicidade! Esperança? Esperança é a pratica da espera, e não há por que esperar, temos que ser desesperados (des-esperar = não prática da espera)! Desejo a ti toda a felicidade!


Agente ainda vai tomar muitas cervejas juntos, não quero perder sua amizade, alias, perder não, torna-la ainda mais distante...


Mil beijos menina, de uma pessoa que gosta de você!

 

Baixe pra ouvir:

Tim Maia - Eu amo você

Clique no assunto: ,
publicado por AB Poeta às 20:15
link do post | comentar | adicionar aos favoritos
2 comentários:
De Ligia a 1 de Setembro de 2008 às 02:38
Simples e lindo!

Ela deve ter chorado,pois não foi pra mim e meus olhos encheram de lágrimas mas não sou referência,sou chorona e bobocva.

De AB Poeta a 11 de Abril de 2011 às 23:33
vendo hoje, nem lembro mais porque escrevi este texto...

comentar post

Follow ABPoeta on Twitter
Instagram

Compre meus livros


Livros por demanda



Poesias declamadas


Clique no assunto

todas as tags