Manifestações consciente do inconsciente. Contos e poesia crônica.

Maio 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

pesquise

 

publicações

Banquete

PEC(ados)

Lavrador

Declaração

Modelo

Encalço

Haicai V

Viagem

Numa fria

Poema antigo

Encontros

Ombrax

Sós

Coração violento

O que não passa?

Qual será a senha?

Marcados

Cada casa

Lançamento

A desmetamorfose

Um vazio

Paraíso

Noites de Verão

O relógio da vovó

Conto de Fadas

A fonte

Um par

contratempo

a bunda dela

ambidestro

mãe dos sem mães

advérbio

quando fomos nuvens

fossa

prateando

banquete

renda-se

pecado

translação

o fio vermelho

arte final

ossos do ofício

delinear

sinfonia

passarinha

fotogenia

Instagram

a rua e o rio

viva voz

anseio

Confira também



todas as publicações

subscrever feeds

Segunda-feira, 17 de Janeiro de 2011

Línguas

 

A boca dormente

Que quer o futuro

Escuta entre línguas

O som que lhe acalma:

Te iubesc dragul meu

Chiar te iubesc
Sărutare

 

Mesmo muda ao idioma

A língua se move

E soa ao amanhã:

te iubescpreadragoste

 

O desejo atemporal

Aproxima as línguas

Que não se falam

Mas se reconhecem

Pelo sentido

Clique no assunto: , ,
publicado por AB Poeta às 15:02
link do post | comentar | adicionar aos favoritos
11 comentários:
De Nina a 18 de Janeiro de 2011 às 00:59
Essa boca dormente de lábios rachados que murmura alguma coisa em uma língua estranha dentro da outra boca... enquanto o mundo morre lá fora no olho da tempestade...
De Nina a 18 de Janeiro de 2011 às 01:00
Tu esti dragostea mea, esti zambetul meu...
De AB Poeta a 18 de Janeiro de 2011 às 12:46
uau! quanto poesia nesses comentários!

te iubesc prea ...


Bjosss
De Naty a 19 de Janeiro de 2011 às 19:14
Aí eu começo acreditar que existem coisas mais belas que o encontro do oceano e do mar, o encontro da Deusa e do Poeta! lindissimo texto!
De AB Poeta a 19 de Janeiro de 2011 às 20:01
é um encontro de poesias futuras... rs rs

Faz tempo que não comenta aqui em.

Bjos

De Moni a 20 de Janeiro de 2011 às 02:09
O desejo a encurtar distâncias e promover reconhecimentos...
Lindo poema!
Prazer em lê-lo!

Abraços,

Moni
De AB Poeta a 20 de Janeiro de 2011 às 12:30
Obrigado pelo comentário Moni!

Fique à vontade para comentar mais!

Bj
De ana elisa a 21 de Janeiro de 2011 às 01:00
muito boas suas poesias
gostei!
=D
De AB Poeta a 21 de Janeiro de 2011 às 01:09
Vlw, Ana!

Fique à vontade para opinar!

Bjos
De Patricia a 21 de Janeiro de 2011 às 17:42
Lindo poema, meus parabéns! Esse fim de semana irá postar mais poemas por aqui? Quero ler mais!
De AB Poeta a 21 de Janeiro de 2011 às 19:14
obrigado pelo comentário!

tenho alguns poemas para terminar, mas o trabalho não deixa rs rs

Tem mais de 300 poemas ai, tem bastante coisa para ler...

Fique á vontade!

bjo

comentar post

Follow ABPoeta on Twitter
Instagram

Compre meus livros


Livros por demanda



Poesias declamadas


Clique no assunto

todas as tags